Mi­cha­el pa­ra sem­pre

Os pro­je­tos lan­ça­dos após a mor­te do can­tor

Tributo Edição Histórica Especial - Michael Jackson - - News - Tex­to: Thi­a­go Ko­gu­chi De­sign: Nathá­lia Oliveira/co­la­bo­ra­do­ra

Éfa­to que Mi­cha­el Jack­son pos­sui uma obra di­fe­ren­ci­a­da, em que a mú­si­ca se mis­tu­ra à dan­ça e ao es­pe­tá­cu­lo. O can­tor tam­bém gra­vou vá­ri­as mú­si­cas que aca­ba­ram não sen­do apro­vei­ta­das em seus dis­cos ofi­ci­ais, além de can­ções in­com­ple­tas (sem a par­te ins­tru­men­tal, por exem­plo), mas que ain­da per­ma­ne­cem ar­qui­va­das pe­lo seu es­pó­lio.

Is­so ex­pli­ca por­que, mes­mo de­pois da mor­te de Mi­cha­el Jack­son, o mun­do ain­da te­nha a opor­tu­ni­da­de de ver pro­du­ções ba­se­a­das em sua car­rei­ra e ál­buns com­ple­tos com can­ções iné­di­tas. Aliás, o mais re­cen­te de­les, Xs­ca­pe, aca­bou de ser lan­ça­do em maio. Co­nhe­ça o que já foi fei­to so­bre ele de­pois do fa­tí­di­co 25 de ju­nho de 2009.

Mi­cha­el, o ál­bum

Lan­ça­do em 14 de de­zem­bro de 2010, Mi­cha­el é um ál­bum com dez fai­xas iné­di­tas pro­du­zi­das por Mi­cha­el Jack­son com a par­ti­ci­pa­ção de ou­tros pro­fis­si­o­nais. Ape­sar de a mú­si­ca Bre­a­king News ter si­do di­vul­ga­da (ain­da que in­com­ple­ta) em 2008, ela não se tor­nou um sin­gle. O de­se­jo do can­tor, ex­pres­so in­clu­si­ve em uma no­ta fei­ta por ele, era que Hold My Hand fos­se o pri­mei­ro com­pac­to des­se tra­ba­lho, o que foi fei­to em 15 de no­vem­bro do mes­mo ano.

Mi­cha­el con­ta com a co­la­bo­ra­ção de vá­ri­os ar­tis­tas, co­mo os can­to­res Akon (que faz du­e­to com Mi­cha­el Jack­son em Hold My Hand), 50 Cent (par­ti­ci­pa­ção em Mons­ter) e Lenny Kra­vitz (na mú­si­ca (I Can't Ma­ke

It) Another Day). O ál­bum te­ve boa re­per­cus­são em vá­ri­os paí­ses. Nos Es­ta­dos Uni­dos, por exem­plo, che­gou ao ter­cei­ro lu­gar ge­ral na lis­ta da re­vis­ta Bill­bo­ard.

Al­gu­mas can­ções de Mi­cha­el

tam­bém ga­nha­ram cli­pes. A pri­mei­ra foi Hold My Hand, que reú­ne ví­de­os do acer­vo de Mi­cha­el Jack­son, além de gra­va­ções fei­tas com cri­an­ças e com o can­tor Akon. Em Hollywo­od To­night,

a dan­ça­ri­na ar­ge­li­na So­fia Bou­tel­la é a es­tre­la do ví­deo, que tam­bém tem uma co­re­o­gra­fia fei­ta com mais de 60 pes­so­as, en­tre adul­tos e cri­an­ças. Já Behind The Mask sur­giu de um pro­je­to em que fãs de Mi­cha­el en­vi­a­ram ví­de­os com ho­me­na­gens ao ído­lo a fim de se­rem in­cor­po­ra­dos na edi­ção fi­nal.

Cir­que du So­leil

A com­pa­nhia cir­cen­se mais fa­mo­sa do mun­do tam­bém re­sol­veu ho­me­na­ge­ar o Rei do Pop. A pri­mei­ra de­las foi The Im­mor­tal World Tour, uma tur­nê mun­di­al que ce­le­bra a obra

de Mi­cha­el Jack­son com uma gran­de pro­du­ção, que com­bi­na a ge­ni­a­li­da­de do can­tor com a cri­a­ti­vi­da­de do Cir­que du So­leil. O de­sa­fio de es­cre­ver e mon­tar uma pro­du­ção des­se por­te (que re­ce­beu o aval da fa­mí­lia Jack­son) fi­cou a car­go do co­reó­gra­fo Ja­mie King, que já tra­ba­lhou com ar­tis­tas co­mo Mad­do­na, Rihan­na, Brit­ney Spe­ars, Avril La­vig­ne e Spi­ce Girls. A sé­rie de shows te­ve iní­cio em 2011 no Ca­na­dá e já pas­sou pe­la Amé­ri­ca do Nor­te, Ásia, Eu­ro­pa, Aus­trá­lia e Ca­ri­be. A ex­pec­ta­ti­va é que os shows che­guem ao Bra­sil ain­da em 2014.

Ou­tra pro­du­ção com o aval do Cir­que du So­leil é Mi­cha­el Jack­son ONE, com apre­sen­ta­ções fi­xas no Man­da­lay Bay Re­sort and Ca­si­no, em Las Ve­gas. Com um elen­co de 63 dan­ça­ri­nos e acro­ba­tas, o show pro­me­te uma jor­na­da imer­si­va pe­lo es­pí­ri­to e pe­la mú­si­ca do can­tor.

Mi­cha­el Jack­son: The Ex­pe­ri­en­ce

To­do mun­do já ar­ris­cou al­gum pas­so de dan­ça exe­cu­ta­do por Mi­cha­el Jack­son por aí, se­ja o mo­onwalk ou mes­mo imi­tan­do os zum­bis de Th­rill­ler. O fa­to é que as co­re­o­gra­fi­as do Rei do Pop sem­pre des­per­ta­ram a cu­ri­o­si­da­de e o en­can­to de mui­tas pes­so­as. Apro­vei­tan­do-se dis­so, a em­pre­sa de jo­gos Ubi­soft, em par­ce­ria com a Triumph In­ter­na­ti­o­nal, lan­çou, em 2010, Mi­cha­el Jack­son: The Ex­pe­ri­en­ce, um jo­go pa­ra di­ver­sas pla­ta­for­mas, co­mo Nin­ten­do Wii, Xbox, Ki­nect e PS3.

Co­mo o no­me diz, o jo­ga­dor po­de vi­ver a ex­pe­ri­ên­cia de “ser” Mi­cha­el Jack­son e re­pro­du­zir as fa­mo­sas co­re­o­gra­fi­as que con­sa­gra­ram o Rei do Pop. As prin­ci­pais mú­si­cas do re­per­tó­rio do can­tor, co­mo Bil­lie Je­an, Be­at It, Th­ril­ler, Smo­oth Cri­mi­nal, Bad e Black or Whi­te, es­tão no jo­go. É pos­sí­vel tam­bém es­co­lher o ní­vel de di­fi­cul­da­de de ca­da uma de­las.

Xs­ca­pe

O se­gun­do ál­bum pós­tu­mo do Rei do Pop foi ofi­ci­al­men­te anun­ci­a­do em 31 de mar­ço des­se ano. As oi­to mú­si­cas que com­põem o no­vo tra­ba­lho fo­ram es­co­lhi­das pe­lo pró­prio pre­si­den­te da Epic Re­cords, L. A. Reid. Pa­ra is­so, ele es­co­lheu can­ções que já ti­nham os vo­cais fi­na­li­za­dos.

O prin­ci­pal res­pon­sá­vel por Xs­ca­pe é o mú­si­co Tim­ba­land, mas o ál­bum te­ve a co­la­bo­ra­ção de ou­tros pro­du­to­res de pe­so, co­mo John McC­lain, Je­ro­me "Jroc" Har­mon, Rod­ney Jer­kins e Star­ga­te. Eles as­se­gu­ra­ram que a mu­si­ca­li­da­de e as ca­rac­te­rís­ti­cas vo­cais de Mi­cha­el Jack­son fo­ram man­ti­das no ál­bum. O no­vo pro­du­to tem uma for­te pre­sen­ça de tex­tu­ras ele­trô­ni­cas, que dão um to­que con­tem­po­râ­neo às mú­si­cas, ali­a­das à ba­ti­da pop que sem­pre mar­cou a obra de Mi­cha­el.

As mú­si­cas, aliás, são com­po­si­ções fei­tas por Mi­cha­el Jack­son em di­fe­ren­tes eras de sua car­rei­ra, mas

que não en­tra­ram nos seus dis­cos an­te­ri­o­res. Lo­ve Ne­ver Felt So Go­od, por exem­plo, foi es­cri­ta por Mi­cha­el com o com­po­si­tor Paul An­ka em 1983. Lo­ving You e Sla­ve to the Rhythm são le­tras fei­tas na era Bad. Além dis­so, Xs­ca­pe con­tou com as par­ti­ci­pa­ções es­pe­ci­ais de ar­tis­tas co­mo o gui­tar­ris­ta Jes­se John­son, e os can­to­res Mary J Bli­ge, Qu­es­tlo­ve, D'An­ge­lo e Jus­tin Tim­ber­la­ke.

Xs­ca­pe foi ofi­ci­al­men­te di­vul­ga­do em di­fe­ren­tes da­tas pa­ra de­ter­mi­na­dos paí­ses. Os pri­mei­ros a re­ce­ber o dis­co fo­ram a Ale­ma­nha e a Es­pa­nha, em 9 de maio. No dia 12 de maio foi a vez de Fran­ça e In­gla­ter­ra. So­men­te em 13 de maio acon­te­ceu o lan­ça­men­to ofi­ci­al do CD. Ain­da não há previsão de qu­an­do Xs­ca­pe se­rá lan­ça­do no Bra­sil.

Ál­bum Mi­cha­el

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.