Ino­va­ções da Vi­gor se­du­zi­ram a La­la

Valor Econômico - - PRIMEIRA PÁGINA - Al­da do Ama­ral Ro­cha

O “por­tu­nhol” co­me­ça a ser ou­vi­do com frequên­cia nos cor­re­do­res das uni­da­des da La­la no Mé­xi­co. Pas­sa­dos se­te me­ses da con­clu­são da com­pra da bra­si­lei­ra Vi­gor pe­la mai­or em­pre­sa me­xi­ca­na de lác­te­os, o pro­ces­so de in­te­gra­ção en­tre as du­as com­pa­nhi­as dá os pas­sos ini­ci­ais.

Uma das pri­mei­ras mu­dan­ças foi a cri­a­ção de uma di­re­to­ria glo­bal de ino­va­ção e pes­qui­sa pa­ra cap­tar si­ner­gi­as e tro­car tec­no­lo­gi­as en­tre as uni­da­des do gru­po. E um bra­si­lei­ro foi es­co­lhi­do pa­ra co­man­dar o no­vo pos­to, o en­ge­nhei­ro João Nery, que era ge­ren­te de ino­va­ção da Vi­gor e lan­çou o io­gur­te gre­go. Ele aca­ba de che­gar ao com­ple­xo in­dus­tri­al de Tor­reón, a 1.000 km da Ci­da­de do Mé­xi­co, on­de es­tá o cen­tro de pes­qui­sas e de­sen­vol­vi­men­to da La­la.

“Por que gos­ta­mos da Vi­gor? Por­que vi­mos mui­ta ino­va­ção na em­pre­sa”, afir­ma Scot Rank, CEO da La­la, ao la­do de Edu­ar­do Tri­cio Ha­ro, chair­man e prin­ci­pal aci­o­nis­ta da com­pa­nhia. Se­gun­do o exe­cu­ti­vo, “du­ran­te cin­co ou seis anos” a La­la ava­li­ou em­pre­sas no Bra­sil e de­ci­diu com­prar a Vi­gor pe­la ca­rac­te­rís­ti­ca da com­pa­nhia de apostar em ino­va­ção e agre­ga­ção de va­lor.

A tro­ca de tec­no­lo­gi­as en­tre La­la e Vi­gor da­rá fru­tos em bre­ve. Até o fim do ano a La­la vai fa­bri­car um pro­du­to bra­si­lei­ro no Mé­xi­co. Rank não re­ve­la qu­al se­rá o item. E tam­bém ha­ve­rá pro­du­to me­xi­ca­no no Bra­sil, fa­bri­ca­do pe­la Vi­gor. “A opor­tu­ni­da­de de in­ter­cam­bi­ar ino­va­ção é fan­tás­ti­ca”, afir­ma o exe­cu­ti­vo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.