QGOG pede re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al

Valor Econômico - - | EMPRESAS INDÚSTRIA - Sil­via Rosa

O gru­po Cons­tel­la­ti­on, ex-Qu­ei­roz Gal­vão Óleo e Gás (QGOG) Cons­tel­la­ti­on , en­trou on­tem com pedido de re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al na 1 Va­ra Em­pre­sa­ri­al do Tribunal de Justiça do Rio de Ja­nei­ro. O pedido já foi de­fe­ri­do e a em­pre­sa tem até 60 di­as pa­ra apre­sen­tar um pla­no de re­es­tru­tu­ra­ção da dí­vi­da.

A em­pre­sa, pres­ta­do­ra de ser­vi­ços de per­fu­ra­ção de po­ços de pe­tró­leo e pla­ta­for­mas con­tro­la­da pe­la fa­mí­lia Qu­ei­roz Gal­vão, vi­nha ten­tan­do re­ne­go­ci­ar com os cre­do­res a re­es­tru­tu­ra­ção da dí­vi­da de US$ 1,7 bi­lhão den­tro do pro­ces­so de re­cu­pe­ra­ção ex­tra­ju­di­ci­al. Mas a di­fi­cul­da­de em che­gar ao acor­do com os de­ten­to­res dos bô­nus, cu­ja dí­vi­da so­ma­va US$ 700 milhões, le­vou a com­pa­nhia a op­tar pe­la re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al di­an­te da fal­ta de caixa pa­ra pa­gar dí­vi­das que es­ta­vam ven­cen­do no cur­to pra­zo.

Na se­gun­da-fei­ra vence o pe­río­do de ca­rên­cia pa­ra o pa­ga­men­to de US$ 30 milhões em juros dos bô­nus pa­ra 2024 e 2019, que de­ve­ri­am ter si­do pa­gos em 9 de no­vem­bro. Co­mo a com­pa­nhia não tem caixa pa­ra fa­zer es­se pa­ga­men­to, aca­bou op­tan­do pe­lo pedido de re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al.

Nes­te ano, a em­pre­sa ti­nha pa­go com atra­so, após o pe­río­do de ca­rên­cia, juros dos bô­nus, que ti­ve­ram o ra­ting re­bai­xa­do pe­la Fit­ch pa­ra “RD” (de­fault res­tri­to). Des­ses pa­péis, ape­nas o ven­ci­men­to pa­ra 2024 ti­nha as pla­ta­for­mas co­mo ga­ran­tia. Os cre­do­res ban­cá­ri­os tam­bém con­tam com ga­ran­ti­as.

Em no­ta, a em­pre­sa in­for­ma que já tem um pla­no de re­es­tru­tu­ra­ção pré-acor­da­do com os cre­do­res, o que tor­na­rá o pro­ces­so de re­cu­pe­ra­ção mais rá­pi­do. “Es­sa me­di­da tem co­mo ob­je­ti­vo as­se­gu­rar a ma­nu­ten­ção do pa­ga­men­to dos mui­tos co­la­bo­ra­do­res do gru­po Cons­tel­la­ti­on”, dis­se a em­pre­sa.

Em re­la­tó­rio de ju­nho, a Fit­ch des­ta­cou a di­fi­cul­da­de da em­pre­sa de re­con­tra­tar as pla­ta­for­mas de per­fu­ra­ção, cu­jos con­tra­tos com a Pe­tro­bras ex­pi­ram em 2018. A em­pre­sa in­for­ma que con­ta com uma uni­da­de con­tra­ta­da na Ín­dia pa­ra a ONGC, uma uni­da­de em fim de contrato com a Pe­tro­bras, além de dois no­vos con­tra­tos pa­ra os na­vi­os-son­da Bra­va Star (com Shell do Brasil) e La­gu­na Star (com QGEP), am­bos com iní­cio em 2019.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.