Bain dá gran­de ta­ca­da no Brasil com In­ter­mé­di­ca

Valor Econômico - - FINANÇAS - (MLF)

A ges­to­ra ame­ri­ca­na de pri­va­te equity Bain Ca­pi­tal con­se­guiu mul­ti­pli­car por qua­se seis o ca­pi­tal in­ves­ti­do na ope­ra­do­ra de saúde In­ter­mé­di­ca em me­nos de quatro anos. O fei­to po­de ser um dos mai­o­res re­tor­nos de fun­dos de participação no país e ga­nhou re­le­vân­cia na car­tei­ra glo­bal da Bain, con­for­me dois exe­cu­ti­vos do setor. É a úni­ca em­pre­sa bra­si­lei­ra no port­fó­lio da ca­sa.

A In­ter­mé­di­ca di­vul­gou on­tem o pre­ço fi­xa­do pa­ra sua ofer­ta sub­se­quen­te (“fol­lowon”) pri­má­ria e se­cun­dá­ria, a R$ 26 por ação. Com de­man­da, a Bain, con­tro­la­do­ra da em­pre­sa por meio do fun­do Al­kes II, au­men­tou a ven­da de seus pa­péis — de ini­ci­ais 75 milhões pa­ra 92,4 milhões de ações.

A Bain, que já ti­nha ven­di­do par­te das ações na ofer­ta ini­ci­al da em­pre­sa, em abril, con­se­guiu um pre­ço 58% mai­or pe­los pa­péis oi­to me­ses de­pois. Em abril, a Bain le­vou R$ 2,38 bi­lhões. Na atu­al ofer­ta, vai le­van­tar R$ 2,4 bi­lhões. A ges­to­ra ain­da fi­ca­rá com 226,12 milhões de ações or­di­ná­ri­as da ope­ra­do­ra de saúde — ao pre­ço de fe­cha­men­to de on­tem, es­sa participação va­lia R$ 6,3 bi­lhões.

A ges­to­ra com­prou a In­ter­mé­di­ca em 2014 por cer­ca de R$ 2 bi­lhões. Ou seja, já em­bol­sou mais que o do­bro do ca­pi­tal in­ves­ti­do e, so­ma­do ao que ain­da pos­sui em posição da em­pre­sa, che­ga a 5,5 vezes o ca­pi­tal in­ves­ti­do.

Com atu­a­ção di­mi­nu­ta no país, a Bain pas­sou qua­se três anos ava­li­an­do em­pre­sas no Brasil e só fez a aqui­si­ção da In­ter­mé­di­ca. Ou­tra em­pre­sa de seu port­fó­lio, a es­pa­nho­la de te­le­mar­ke­ting Aten­to tem atu­a­ção no país. Qu­an­do com­prou a ope­ra­do­ra de saúde, a Bain es­co­lheu um exe­cu­ti­vo do mer­ca­do de saúde bra­si­lei­ro pa­ra to­car o ne­gó­cio. Ir­lau Ma­cha­do Filho pre­si­de a In­ter­mé­di­ca des­de ju­nho de 2014 e a atu­a­ção da Bain se dá pe­lo con­se­lho de ad­mi­nis­tra­ção, com só­ci­os da ges­to­ra ba­se­a­dos em Bos­ton, nos Es­ta­dos Uni­dos.

Cri­a­da em 1984, a ges­to­ra já fez mais de 800 in­ves­ti­men­tos de pri­va­te equity no mun­do. No ano pas­sa­do, as em­pre­sas do port­fó­lio so­ma­ram re­cei­ta de US$ 93 bi­lhões, com 728 mil fun­ci­o­ná­ri­os.

Na no­va ofer­ta da In­ter­mé­di­ca, a cap­ta­ção pri­má­ria foi man­ti­da no vo­lu­me ini­ci­al e vai le­van­tar R$ 312 milhões pa­ra o caixa da com­pa­nhia. No to­tal, o gi­ro da ofer­ta se­rá de R$ 2,71 bi­lhões. Na se­ma­na, o papel so­freu uma cor­re­ção de pre­ço na bol­sa, já que ha­via atin­gi­do co­ta­ção de R$ 29,80 no iní­cio da se­ma­na. On­tem, a ação fe­chou a R$ 27,93.

Con­for­me co­mu­ni­ca­do da em­pre­sa, os re­cur­sos ob­ti­dos na ofer­ta pri­má­ria se­rão des­ti­na­dos à ca­pi­ta­li­za­ção e investimento nas sub­si­diá­ri­as ope­ra­ci­o­nais, pa­ra re­for­çar a li­qui­dez do gru­po.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.