Mes­mo com Car­ne Fra­ca, Bra­sil lidera ven­das à UE

Valor Econômico - - AGRONEGÓCIOS - Co­mér­cio As­sis Mo­rei­ra

Ape­sar dos per­cal­ços nas re­la­ções com a União Eu­ro­peia (UE), so­bre­tu­do de­pois dos em­bar­gos de­cor­ren­tes da Ope­ra­ção Car­ne Fra­ca, o Bra­sil man­te­ve a sua li­de­ran­ça nas ex­por­ta­ções de pro­du­tos agrí­co­las pa­ra o blo­co. Além dis­so, o país foi o que mais au­men­tou as ven­das, em va­lor, en­tre no­vem­bro de 2017 e ou­tu­bro de 2018, se­gun­do da­dos da Co­mis­são Eu­ro­peia.

Con­tan­do ain­da com o Rei­no Uni­do, os 28 paí­ses da UE gas­ta­ram, ao to­do, €115,2 bi­lhões nas im­por­ta­ções de pro­du­tos agrí­co­las no pe­río­do. Prin­ci­pal ori­gem, o Bra­sil foi res­pon­sá­vel por cer­ca de 10% das im­por­ta­ções, em va­lor. A UE de­sem­bol­sou €12 bi­lhões nas com­pras de pro­du­tos bra­si­lei­ros, in­cre­men­to de 2,6% com­pa­ra­do ao pe­río­do an­te­ri­or.

O va­lor das im­por­ta­ções pro­ce­den­tes do Bra­sil au­men­tou em € 299 mi­lhões, o mai­or en­tre os for­ne­ce­do­res do blo­co eu­ro­peu. Com is­so, o Bra­sil acu­mu­lou um su­pe­rá­vit de €10,2 bi­lhões no co­mér­cio agrí­co­la com a UE. No pe­río­do, o país gas­tou ape­nas €1,8 bi­lhão em pro­du­tos eu­ro­peus.

Na lis­ta de for­ne­ce­do­res da UE, so­men­te os Es­ta­dos Uni­dos fi­cam pró­xi­mos do Bra­sil co­mo gran­de for­ne­ce­dor de pro­du­tos agrí­co­las à Eu­ro­pa. As com­pras de pro­du­tos ame­ri­ca­nos cus­ta­ram €11,5 bi­lhões. Na ter­cei­ra po­si­ção, vem a Chi­na, com €5,5 bi­lhões. A Ar­gen­ti­na é o quar­to, com €5,1 bi­lhões. A re­cei­ta com as ven­das do país sul-ame­ri­ca­no caiu 10,7%.

No ge­ral, os eu­ro­peus im­por­ta­ram prin­ci­pal­men­te ce­re­ais, fru­tas, óleo de oli­va e car­ne de fran­go.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.