Ban­co da Chi­na per­mi­te yu­an em va­re­jo on-li­ne nos EUA

Valor Econômico - - FINANÇAS - Reu­ters

A fi­li­al do Ban­co da Chi­na em No­va York per­mi­ti­rá que as em­pre­sas chi­ne­sas re­ce­bam pa­ga­men­to em yu­an em vez de dó­la­res de su­as ven­das nas pla­ta­for­mas de co­mér­cio eletrônico ame­ri­ca­nas nes­te ano, in­for­mou nes­te do­min­go a agên­cia de no­tí­ci­as ofi­ci­al “Xi­nhua”.

Com­pro­me­ti­dos a in­tro­du­zir mais ser­vi­ços pa­ra pe­que­nas e mé­di­as em­pre­sas en­vol­vi­das no co­mér­cio trans­fron­tei­ri­ço en­tre os Es­ta­dos Uni­dos e a Chi­na, exe­cu­ti­vos da agên­cia dis­se­ram que o pa­ga­men­to em yu­an se­ria pos­sí­vel com a uti­li­za­ção de no­vas fun­ções de e-MPay, um sis­te­ma de pa­ga­men­to trans­fron­tei­ri­ço lan­ça­do pe­la fi­li­al em 2016.

A fi­li­al es­tá de­sen­vol­ven­do um sis­te­ma usan­do uma pla­ta­for­ma exis­ten­te pa­ra “fa­ci­li­tar o fi­nan­ci­a­men­to do co­mér­cio pa­ra os par­ti­ci­pan­tes do co­mér­cio eletrônico”, dis­se Xu Chen, pre­si­den­te e di­re­tor exe­cu­ti­vo do Bank of Chi­na USA, in­for­mou a Xi­nhua, sem for­ne­cer mais de­ta­lhes.

O sis­te­ma vai ade­rir às re­gras ame­ri­ca­nas de com­ba­te à la­va­gem de di­nhei­ro por meio de in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al e tec­no­lo­gi­as de se­gu­ran­ça ci­ber­né­ti­ca, acres­cen­tou Xu.

O Ban­co da Chi­na en­fren­tou pro­ble­mas com re­gu­la­men­ta­ções es­tran­gei­ras con­tra la­va­gem de di­nhei­ro no pas­sa­do. Em fe­ve­rei­ro de 2017, con­cor­dou em pa­gar uma mul­ta de € 600 mil eu­ros pa­ra re­sol­ver um ca­so en­vol­ven­do sua fi­li­al em Mi­lão. Os pro­mo­to­res ale­ga­ram que mais de € 4,5 bi­lhões fo­ram con­tra­ban­de­a­dos pa­ra a Chi­na da Itá­lia en­tre 2006 e 2010.

Uma uni­da­de do ban­co es­ta­tal do Ban­co In­dus­tri­al e Co­mer­ci­al da Chi­na (ICBC) li­qui­dou no ano pas­sa­do acu­sa­ções de la­va­gem de di­nhei­ro nos Es­ta­dos Uni­dos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.