Avan­ço da Ama­zon agi­ta va­re­jo ele­trô­ni­co no país

Valor Econômico - - Primeira Página - Adri­a­na Mat­tos e Ju­li­a­na Machado

A Ama­zon, gi­gan­te ame­ri­ca­na com ven­das anu­ais de US$ 233 bi­lhões (qua­se R$ 1 tri­lhão), es­tá no mer­ca­do bra­si­lei­ro há se­te anos sem per­tur­bar as con­cor­ren­tes bra­si­lei­ras. Mas ao lan­çar ontem seu “Ama­zon Pri­me”, pro­mo­veu um vi­sí­vel es­tra­go no va­lor de mer­ca­do das com­pa­nhi­as de va­re­jo ele­trô­ni­co no país. Em con­jun­to, Ma­ga­zi­ne Lui­za, B2W, Lojas Ame­ri­ca­nas e Via Va­re­jo per­de­ram R$ 4,75 bi­lhões na bol­sa de São Paulo (B3) e fe­cha­ram o dia va­len­do R$ 103,7 bi­lhões.

O pro­gra­ma da Ama­zon ofe­re­ce aos clientes “Pri­me”, que são 100 mi­lhões em to­do o mun­do, en­tre­ga ili­mi­ta­da de pro­du­tos com­pra­dos em seu si­te me­di­an­te pa­ga­men­to de R$ 89 ao ano ou R$ 9,90 ao mês. Qu­em assinar, re­ce­be­rá também aces­so li­vre aos ser­vi­ços de ví­deo, mú­si­ca, li­vros digitais e jo­gos ele­trô­ni­cos.

Ape­sar des­sas van­ta­gens, con­sul­to­res, for­ne­ce­do­res e ex-exe­cu­ti­vos da Ama­zon ouvidos pe­lo Va­lor con­si­de­ram que a com­pa­nhia te­rá um di­fí­cil em­ba­te com as va­re­jis­tas bra­si­lei­ras. En­ten­dem que o va­re­jo digital do país avan­çou mui­to nos úl­ti­mos anos, com in­ves­ti­men­tos ex­pres­si­vos e es­tá ha­bi­li­ta­do pa­ra com­pe­tir com a Ama­zon, prin­ci­pal­men­te na com­ple­xa lo­gís­ti­ca bra­si­lei­ra. Cal­cu­la-se que a Ama­zon te­nha fa­tu­ra­do R$ 800 mi­lhões no Bra­sil em 2018, ape­nas 4% das ven­das do Ma­ga­zi­ne Lui­za e pou­co mais de 10% das do Mer­ca­do Li­vre.

“As ações caí­ram, o mer­ca­do re­a­giu mal, mas não é pa­ra tan­to. A Ama­zon es­tá ofe­re­cen­do um pa­co­te in­te­res­san­te, mas alguns be­ne­fí­ci­os já exis­tem por aqui”, re­su­me Ro­ber­to Wajnsz­tok, ex-di­re­tor do Wal­mart.com e CEO da con­sul­to­ria Ori­gin5.

Pa­ra Ri­chard Cath­cart, ana­lis­ta do Bra­des­co BBI, a oferta da Ama­zon não é su­pe­ri­or à de su­as ri­vais em ter­mos de pra­zos de en­tre­ga, cus­to, ci­da­des co­ber­tas e itens ven­di­dos. Ele ob­ser­va que os con­cor­ren­tes lo­cais também es­tão em “cons­tan­te evo­lu­ção” e ci­ta co­mo exem­plo a en­tre­ga em até 24 ho­ras ofe­re­ci­da pe­lo Ma­ga­zi­ne em São Paulo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.