Ju­ros baixos e no­vos só­ci­os trans­for­mam a Ke­pler We­ber

Valor Econômico - - Primeira Página - Luiz Hen­ri­que Mendes

Com qua­se 95 anos, a fa­bri­can­te de si­los agrí­co­las Ke­pler We­ber vi­rou o ano de ca­ra no­va. Aci­o­nis­ta his­tó­ri­ca, a Pre­vi, fun­do de pen­são dos fun­ci­o­ná­ri­os do Ban­co do Bra­sil, saiu do ca­pi­tal da em­pre­sa após mais de du­as dé­ca­das.

A prin­ci­pal com­pra­do­ra das ações foi a ges­to­ra Tar­pon. No mer­ca­do, a ava­li­a­ção é que o mo­vi­men­to de­ve ser se­gui­do pe­lo BB In­ves­ti­men­tos. O es­pa­ço se­ria dei­xa­do pa­ra in­ves­ti­do­res pri­va­dos, em um mo­men­to de ju­ros baixos e de ex­pec­ta­ti­va de que o ne­gó­cio de ar­ma­zéns agrí­co­las de­va, fi­nal­men­te, deslanchar.

A saí­da dos só­ci­os li­ga­dos ao Es­ta­do tem po­ten­ci­al pa­ra am­pli­ar a li­qui­dez das ações da em­pre­sa. O que já co­me­çou a ocor­rer: nes­te iní­cio de ano, os pa­péis da com­pa­nhia têm mo­vi­men­ta­do, em mé­dia, R$ 2,4 mi­lhões por dia, um au­men­to de 70% em re­la­ção à mé­dia de 2019. Ain­da é pou­co se com­pa­ra­do à ca­pi­ta­li­za­ção da em­pre­sa. Na bol­sa, a Ke­pler es­tá ava­li­a­da em R$ 800 mi­lhões.

En­tre os só­ci­os, a Tar­pon se des­ta­ca. O fun­do, que mon­tou uma po­si­ção de 5% na fa­bri­can­te em 2018, am­pli­ou a apos­ta ao lon­go do ano pas­sa­do e foi o prin­ci­pal com­pra­dor da fa­tia de 17,5% que per­ten­cia à Pre­vi. No iní­cio des­te mês, a Tar­pon atin­giu uma par­ti­ci­pa­ção de 25% no ca­pi­tal, tor­nan­do-se a mai­or aci­o­nis­ta da em­pre­sa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.