ADEUS, MESMICE!

EX­PE­RI­MEN­TAR DI­FE­REN­TES VER­SÕES DE CA­BE­LOS E MA­QUI­A­GENS FRE­QUEN­TE­MEN­TE LE­VA A DES­CO­BER­TAS SO­BRE SI MES­MA – SEM FA­LAR NA DIVERSÃO

Women’s Health (Brazil) - - Contents - Por La­ris­sa Ser­pa

Qua­tro lei­to­ras que es­tão sem­pre mu­dan­do a apa­rên­cia dão di­cas pa­ra te ins­pi­rar a se ino­var

WH en­tre­vis­tou qua­tro ca­ma­le­o­as de be­le­za pa­ra des­co­brir o que mo­ti­va su­as trans­for­ma­ções. Rou­be al­gu­mas di­cas e se rein­ven­te

To­das co­nhe­ce­mos al­guém – uma ami­ga ou co­le­ga de tra­ba­lho – que al­te­ra o lo­ok o tem­po to­do.

Um dia o ca­be­lo de­la es­tá ro­xo, no ou­tro, loi­ro. E es­sa me­ta­mor­fo­se é tam­bém um olhar so­bre as emo­ções da pes­soa: al­gu­mas es­tão pas­san­do por um pro­ces­so de mu­dan­ça na vi­da. Ou­tras es­tão se re­be­lan­do con­tra nor­mas. E há quem es­te­ja ape­nas que­ren­do se di­ver­tir. Se­ja qual for o mo­ti­vo, é uma ma­nei­ra de se ex­pres­sar. E, mes­mo se vo­cê for pra­ti­ca­men­te a em­bai­xa­do­ra da som­bra mar­rom es­fu­ma­da, ten­tar um lo­ok di­fe­ren­te pode ter seus be­ne­fí­ci­os. Um es­tu­do des­co­briu que um sim­ples cor­te de ca­be­lo au­men­ta a con­fi­an­ça de mu­lhe­res, mas não de ho­mens. Faz sen­ti­do: em um mundo on­de tan­ta coi­sa es­tá fora do nos­so con­tro­le, exer­cer um pou­co de­le so­bre a nos­sa apa­rên­cia é um mo­vi­men­to po­de­ro­so – e nin­guém sa­be me­lhor dis­so do que a sua co­le­ga que não re­pe­tiu o mes­mo tom de ba­tom des­de que vo­cê a co­nhe­ceu.

Ins­pi­re-se ne­la.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.