A Nacao

Rody Duarte: um ‘teqer’ com fome de bola

-

Rody Duarte teve o seu primeiro contacto com o teqball em 2019, durante os Jogos Africanos de Praia, na ilha do Sal. Juntamente com o colega Ekson da Graça foram selecciona­dos para representa­r Cabo Verde, na altura, no mundial da modalidade na Hungria.

Uma estreia na modalidade com o pé direito, atiçando, ainda mais, a vontade de Rody de permanecer no desporto e de participar na implementa­ção da prática em Cabo Verde. Jogador de futebol de carreira, as técnicas já aprendidas nos relvados ajudaram o teqer a dominar o controlo de bola nas mesas de teqball.

Este desportist­a diz ter “fome de bola” e gosta de tudo que envolve bola e o teqball surgiu como paixão. O controlo de bola no teqball, segundo Rody, é uma das maiores dificuldad­es, mas que podem ser resolvidas na prática.

“Gosto de tudo que envolve bola e apaixonei-me pelo teqball. No meu primeiro contacto com a modalidade, o que mais chamou a minha atenção foi, sem dúvidas, o controle da bola. Se não conseguimo­s ter o controlo da bola, não conseguimo­s jogar”, avança Rody Duarte.

De resto, acredita que a modalidade têm cativado os cabo-verdianos e feito “muito sucesso” no país, com “muita gente a praticar” e a pedir por competiçõe­s, o que, como diz, mostra a visibilida­de que a modalidade começa a ter em Cabo Verde e o trabalho da Federação Nacional de Teqball na massificaç­ão da prática que busca inclusão olímpica.

 ?? ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Cabo Verde