A Nacao

Ousadia de Mónica Sofia na República Checa

-

Os benefícios que a Mónica Sofia Duarte consegue para Cabo Verde na República Checa foi graças à sua ousadia de criar nos primeiros anos da sua estadia como estudante, modelo e estilista, a Fundação Nadeje a Cabo Verde. “Não foi fácil”, afirma.

“Foi com muitos insucessos, muitas lágrimas, muitos ‘não é possível’, com poucos meios financeiro­s. Mas, com uma força de vontade de mudar Cabo Verde para melhor, tão forte que ultrapasso­u e ultrapassa todas as dificuldad­es que enfrentei e que sei que irei enfrentar. Pois o caminho correcto está cheio de curvas”, acrescenta.

Hoje a Naděje Cabo Verde, com sede em Santa Cruz, ilha de Santiago, emprega quatro pessoas, responde por vários projectos, alguns concluídos com sucesso e outros em andamento. Um desses projectos é o “Casa dos Sonhos”, para a reabilitaç­ão de cinco habitações, das famílias mais carenciada­s em todos os municípios do país.

O projecto, com duração de dois anos para a primeira fase, já está em curso no concelho de São Miguel, ilha de Santiago, pelo que a primeira das cinco habitações foi inaugurada e entregue no passado dia 9 de Maio, em Flamengos.

Estar à frente de tantos projectos sociais, para além da sua carreira de empresária, modelo e estilista, criadora da marca de calçados e joias “Mónica Sofia”, é, para esta cabo-verdiana, uma tarefa difícil, mas não impossível.

“Nós, cabo-verdianos, independen­temente do lugar onde estamos, temos sempre Cabo Verde no coração, por isso tentamos sempre fazer alguma coisa pelo nosso país. Por isso, estou nesta caminhada de fazer Cabo Verde ser grande na República Checa, tendo em conta que, por aqui, os nossos ‘dez grãozinhos de terra’ eram como se não existissem porque ninguém ouvia falar e, hoje, estamos cada vez mais presente na Europa Oriental, o que me deixa muito feliz, porque, apesar da caminhada difícil que foi, estou cada vez mais perto de conseguir deixar aqui uma marca, e um bom rosto de Cabo Verde”, contou a jovem modelo, empresária, estilista, muito sonhadora e ousada que, aos 10 anos, decidiu viajar de Santa Cruz à Praia, para visitar Pedro Pires, na altura, presidente da República.

Nas suas “multifunçõ­es”, entre liderar a fundação, cuidar da carreira, das lojas e manejar mais 63 empresas, entre República Checa e Cabo Verde, Mónica Sofia Duarte diz que, neste momento, o objectivo é focar da Câmara de Comércio e ajudar o seu país-natal, sobretudo jovens, e abrir empresas checas, para mais empregos, fora outros projectos, nomeadamen­te, a feira de tecnologia prevista para Julho e o “Hospital Nadje”, parte do projecto “Casa dos sonhos”, em vias de concluir.

 ?? ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Cabo Verde