Con­tra­ta­ção da no­va fir­ma de ad­vo­ga­dos de no­vo em ci­ma da mesa

PRI­MEI­RA SES­SÃO DA AS­SEM­BLEIA MU­NI­CI­PAL DE­POIS DAS FÉ­RI­AS DE­COR­REU A 22 DE SE­TEM­BRO

A Verdade - - MARCO DE CANAVESES -

Acon­tra­ta­ção de uma no­va so­ci­e­da­de de ad­vo­ga­dos pa­ra a re­so­lu­ção do li­tí­gio en­tre a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Mar­co de Ca­na­ve­ses e a em­pre­sa Águas do Mar­co vol­tou a ser mo­ti­vo dis­cus­são na úl­ti­ma ses­são da As­sem­bleia Mu­ni­ci­pal, que de­cor­reu a 22 de se­tem­bro.

No cen­tro da ques­tão es­te­ve a im­pug­na­ção fei­ta pe­lo ve­re­a­dor do PSD, An­tó­nio Di­as, quan­to a es­ta de­ci­são de con­tra­ta­ção por par­te do mu­ni­cí­pio.

A ban­ca­da do Par­ti­do So­ci­a­lis­ta acu­sou o ve­re­a­dor de “atra­sar” o pro­ces­so que “já se ar­ras­ta há mais de dez anos”.

Luís Va­les, lí­der da ban­ca­da so­ci­al-de­mo­cra­ta, veio de­fen­der a po­si­ção de An­tó­nio Di­as, afir­man­do que a pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Mar­co de Ca­na­ve­ses, Cris­ti­na Vi­ei­ra, “de­via ter fei­to um pro­ce­di­men­to trans­pa­ren­te e que não ofe­re­ces­se dú­vi­das quan­to à sua le­ga­li­da­de”.

O de­pu­ta­do mu­ni­ci­pal afir­mou tam­bém que “o PSD de­se­ja que a pre­si­den­te cum­pra a sua pa­la­vra da rá­pi­da re­so­lu­ção da ques­tão das Águas do Mar­co”. No en­tan­to, “na de­fe­sa dos in­te­res­ses dos mar­co­en­ses, o PSD exi­ge que se cum­pra a lei, ao ní­vel dos pro­ce­di­men­tos de con­tra­ta­ção”.

Em res­pos­ta, a pre­si­den­te da au­tar­quia Cris­ti­na Vi­ei­ra ex­pli­cou que a de­ci­são da con­tra­ta­ção de ad­vo­ga­dos “re­ves­tiu-se de par­ti­cu­lar trans­pa­rên­cia e le­ga­li­da­de, ao abri­go do atu­al qua­dro ju­rí­di­co. Pois, em bom ri­gor, eu não pre­ci­sa­va de tra­zer es­te as­sun­to a de­li­be­ra­ção de câ­ma­ra”, re­fe­rin­do tam­bém que “po­de­ria ter fei­to um des­pa­cho, igual ao an­te­ri­or exe­cu­ti­vo, aquan­do con­tra­tou o ad­vo­ga­do por ajus­te di­re­to”.

A pre­si­den­te da câ­ma­ra mu­ni­ci­pal re­for­çou ain­da que “es­ta im­pug­na­ção do ve­re­a­dor do PSD im­pos­si­bi­li­ta-nos de, no ime­di­a­to, con­ti­nu­ar a ne­go­ci­ar e apre­sen­tar a cur­to pra­zo as so­lu­ções que im­por­tam aos mar­co­en­ses”.

So­bre o mes­mo as­sun­to, Cris­ti­na Vi­ei­ra men­ci­o­nou ain­da um pa­re­cer ju­rí­di­co por par­te de um pro­fes­sor da Uni­ver­si­da­de do Por­to, quan­to à le­ga­li­da­de des­te ajus­te. “A ado­ção de um ajus­te di­re­to pa­ra aqui­si­ção de ser­vi­ços de re­pre­sen­ta­ção ju­rí­di­ca, de­mons­trou não ape­nas cum­prir o qua­dro ju­rí­di­co vi­gen­te, co­mo ain­da ser a mais ade­qua­da à pros­se­cu­ção do in­te­res­se pú­bli­co pros­se­gui­do pe­la en­ti­da­de ad­ju­di­can­te”, con­cluiu.

Rua Di­rei­ta em So­bre­tâ­me­ga vai ser re­qua­li­fi­ca­da

A rua Di­rei­ta, na fre­gue­sia de So­bre­tâ­me­ga, vai ser al­vo de uma re­qua­li­fi­ca­ção, ten­do si­do apro­va­da por una­ni­mi­da­de uma can­di­da­tu­ra ao pro­gra­ma LEADER.

“Já ti­ve­mos oportunidade de reu­nir com o pre­si­den­te da jun­ta de fre­gue­sia e de de­fi­nir a in­ter­ven­ção que vai ser re­a­li­za­da nes­te lo­cal. Va­mos re­gu­la­ri­zar o pi­so, fa­zer uns tra­ba­lhos en­vol­ven­tes à fon­te que lá exis­te, co­lo­car in­fra­es­tru­tu­ras de água e sa­ne­a­men­to e te­le­co­mu­ni­ca­ções”, re­ve­lou a pre­si­den­te Cris­ti­na Vi­ei­ra so­bre o as­sun­to, acres­cen­tan­do que se­rá in­cluí­do “um pon­to de vi­su­a­li­za­ção vir­tu­al em So­bre­tâ­me­ga, que tem um po­ten­ci­al enor­me a ní­vel tu­rís­ti­co”.

A au­tar­ca re­lem­brou tam­bém que es­ta can­di­da­tu­ra tem um va­lor de 120 mil eu­ros, sen­do pre­vis­to um apoio ele­gí­vel de 50% do re­fe­ri­do pro­gra­ma LEADER, ou se­ja, 60 mil eu­ros.

Eli­mi­na­dos 210 ni­nhos de ves­pa asiá­ti­ca

Cris­ti­na Vi­ei­ra di­vul­gou na úl­ti­ma ses­são da as­sem­bleia mu­ni­ci­pal que fo­ram já eli­mi­na­dos 210 ni­nhos de ves­pa ve­lu­ti­na, tam­bém co­nhe­ci­da co­mo ves­pa asiá­ti­ca, no con­ce­lho de Mar­co de Ca­na­ve­ses.

“O exe­cu­ti­vo mu­ni­ci­pal, em iní­cio de fun­ções, foi con­fron­ta­do com vá­ri­os pe­di­dos de apoio. Ti­ve­mos mui­tos mar­co­en­ses que nos pe­di­ram aju­da pa­ra eli­mi­nar os ni­nhos de ves­pas”, re­fe­riu a au­tar­ca.

No to­tal dos 292 po­ten­ci­ais ni­nhos de ves­pa asiá­ti­ca, 210 con­fir­ma­ram-se ser des­sa es­pé­cie pe­ri­go­sa, sen­do que 59 ni­nhos eram de ves­pa ca­bro (eu­ro­peia) e 28 ocor­rên­ci­as fo­ram avis­ta­men­tos de ves­pa asiá­ti­ca ou ou­tra es­pé­cie de ves­pa.

O mai­or nú­me­ro de ocor­rên­ci­as de ni­nhos de ves­pa asiá­ti­ca fo­ram de­te­da­dos nas fre­gue­si­as de Al­pen­do­ra­da, Vár­zea e Tor­rão, Bem Vi­ver, Mar­co, Pe­nha Lon­ga e Pa­ços de Gai­o­lo, So­a­lhães e Vi­la Boa do Bis­po.

Ga­bi­ne­te de Apoio ao Emi­gran­te de 2ª ge­ra­ção é exem­plo a se­guir

O Ga­bi­ne­te Mu­ni­ci­pal de Apoio ao Emi­gran­te de 2ª ge­ra­ção, cu­jo pro­to­co­lo foi as­si­na­do a 15 de agos­to des­te ano na Se­cre­ta­ria de Es­ta­do das Co­mu­ni­da­des Por­tu­gue­sas, foi con­si­de­ra­do “um exem­plo a se­guir” por par­te de Jor­ge Oli­vei­ra, res­pon­sá­vel pe­lo Ga­dir. Se­gun­do re­ve­lou Cris­ti­na Vi­ei­ra na ses­são da as­sem­bleia mu­ni­ci­pal, “nos úl­ti­mos dois me­ses ti­ve­mos mais aten­di­men­tos do que nos úl­ti­mos anos, daí ser­mos um exem­plo a se­guir pe­la di­vul­ga­ção e pe­lo tra­ba­lho fei­to”.

Vo­to de pe­sar pe­lo fa­le­ci­men­to de Jo­sé Ma­ria Pe­rei­ra Tei­xei­ra

No iní­cio da ses­são de as­sem­bleia, Mu­ni­ci­pal foi apre­sen­ta­do um vo­to de pe­sar pe­lo fa­le­ci­men­to de Jo­sé Ma­ria Pe­rei­ra Tei­xei­ra, ou “Sr. Tei­xei­ra”, co­mo era co­nhe­ci­do.

O vo­to foi apre­sen­ta­do pe­la se­gun­da se­cre­tá­ria da as­sem­bleia mu­ni­ci­pal, Ma­ria Go­re­te Pi­nhei­ro, que su­bli­nhou a im­por­tân­cia que Jo­sé Tei­xei­ra ti­nha pa­ra a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal. “Exer­cia fun­ções nos qua­dros de pes­so­al den­tro da au­tar­quia de Mar­co de Ca­na­ve­ses há mais de 38 anos, ten­do es­ta­do, nas úl­ti­mas dé­ca­das, afe­to ao de­sem­pe­nho de fun­ções de apoio à as­sem­bleia mu­ni­ci­pal, ór­gão que de­fen­dia e co­nhe­cia qua­se co­mo nin­guém e on­de foi

agra­ci­a­do com o vo­to de lou­vor em se­tem­bro de 2017”, afir­mou.

No mes­mo vo­to, a se­cre­tá­ria re­lem­brou que era uma pes­soa “a quem sem­pre se po­dia re­cor­rer. Sen­ti­mos fal­ta do Sr. Tei­xei­ra que es­ta­va sem­pre lá e foi, sem dú­vi­da, uma pes­soa ir­re­pe­tí­vel”.

O vo­to de pe­sar foi apro­va­do por una­ni­mi­da­de sen­do guar­da­do um mi­nu­to de si­lên­cio à sua al­ma.

Ta­xas de IMI vão man­ter-se

O mu­ní­ci­pe, e ex-de­pu­ta­do mu­ni­ci­pal, João Li­ma, no pe­río­do de in­ter­ven­ção do pú­bli­co, ques­ti­o­nou o exe­cu­ti­vo mu­ni­ci­pal quan­to à ma­nu­ten­ção das ta­xas bai­xas no im­pos­to IMI, bem co­mo per­gun­tou se ha­ve­rá al­gu­ma par­ti­ci­pa­ção no IRS que a Câ­ma­ra es­te­ja dis­po­ní­vel a ab­di­car. Em res­pos­ta, Cris­ti­na Vi­ei­ra avan­çou que se irão “man­ter no pró­xi­mo ano as ta­xas”, acres­cen­tan­do que se­rão de­li­be­ra­das e de­ta­lha­das na pró­xi­ma ses­são de as­sem­bleia mu­ni­ci­pal.

Pon­tos da As­sem­bleia Mu­ni­ci­pal apro­va­dos por una­ni­mi­da­de

Na ses­são de As­sem­bleia Mu­ni­ci­pal que acon­te­ceu a 22 de se­tem­bro, a pro­pos­ta da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal pa­ra apro­va­ção da dis­so­lu­ção da As­so­ci­a­ção dos Con­ce­lhos e Mu­ni­cí­pi­os do Rio Tâmega – AMRT, foi apro­va­do por una­ni­mi­da­de, com 36 vo­tos a fa­vor.

Tam­bém a se­gun­da aden­da ao con­tra­to in­te­rad­mi­nis­tra­ti­vo de de­le­ga­ção de com­pe­tên­ci­as en­tre a au­tar­quia marcoense e a Jun­ta de Fre­gue­sia de Vár­zea, Ali­vi­a­da e Fo­lha­da foi apro­va­da por una­ni­mi­da­de, com 35 vo­tos a fa­vor.

O con­tra­to in­ter-ad­mi­nis­tra­ti­vo de de­le­ga­ção de com­pe­tên­ci­as en­tre a câ­ma­ra mu­ni­ci­pal e a Jun­ta de Fre­gue­sia de Ta­bu­a­do foi apro­va­do por una­ni­mi­da­de pe­los de­pu­ta­dos da as­sem­bleia mu­ni­ci­pal, com 36 vo­tos a fa­vor.

Os mem­bros da as­sem­bleia apro­va­ram ain­da por una­ni­mi­da­de a pro­pos­ta da câ­ma­ra mu­ni­ci­pal pa­ra a can­di­da­tu­ra da re­qua­li­fi­ca­ção da rua Di­rei­ta, na fre­gue­sia de So­bre­tâ­me­ga.

A mo­di­fi­ca­ção or­ça­men­tal aos do­cu­men­tos pre­vi­si­o­nais de 2018 foi ou­tro dos pon­tos apro­va­dos por una­ni­mi­da­de.

O úl­ti­mo pon­to foi a apro­va­ção da se­gun­da al­te­ra­ção (por ex­tra­to) ao ma­pa de pes­so­al 2018, que tam­bém te­ve o vo­to po­si­ti­vo de to­dos os mem­bros.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.