Car­la Ju­a­ça­ba vai ide­a­li­zar pro­je­to pa­ra o “ha­bi­tat na­tu­ral da pe­dra”

A Verdade - - MARCO DE CANAVESES -

Asex­ta edi­ção da Bi­e­nal da Pe­dra, or­ga­ni­za­da pe­la Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Mar­co de Ca­na­ve­ses com a co­la­bo­ra­ção da Jun­ta de Fre­gue­sia de Al­pen­do­ra­da, Vár­zea e Tor­rão, con­tou com vá­ri­as no­vi­da­des.

Pa­ra além da mu­dan­ça de lo­ca­li­za­ção do Es­tá­dio de Al­pen­do­ra­da pa­ra o Par­que de La­zer, a edi­ção des­te ano con­tou com uma par­ce­ria com a Ca­sa de Ar­qui­tec­tu­ra, e com uma ten­da de­di­ca­da a con­fe­rên­ci­as, on­de a ar­qui­te­ta Car­la Ju­a­ça­ba foi uma das con­vi­da­das, ten­do si­do de­sa­fi­a­da a ide­a­li­zar um pro­je­to pa­ra o “ha­bi­tat na­tu­ral da pe­dra”, a ser cons­truí­do em 2019.

O lo­cal es­co­lhi­do foi a Praia de Bi­te­tos, ago­ra o de­sa­fio da ar­qui­te­ta pas­sa por co­lo­car o gra­ni­to no cen­tro do pro­je- to. “Es­ta­mos a pen­sar, ain­da não exis­te uma ideia de­fi­ni­da”, avan­çou Car­la Ju­a­ça­ba aquan­do da con­fe­rên­cia na Bi­e­nal da Pe­dra.

No que res­pei­ta ao gra­ni­to, a bra­si­lei­ra con­si­de­ra que é “um ma­te­ri­al mui­to bo­ni­to e com mui­to po­ten­ci­al”, acres­cen­tan­do que po­de ga­nhar outra di­men­são, por­que é “mai­or do que só uma ban­ca­da ou uma fa­cha­da”.

A ar­qui­te­ta clas­si­fi­cou a Bi­e­nal da Pe­dra co­mo um even­to “mui­to po­ten­te”, e acre­di­ta que a en­tra­da da Ca­sa da Ar­qui­tec­tu­ra vai va­lo­ri­zá-lo. “Es­ta mu­dan­ça é mui­to im­por­tan­te, tem de se re­pe­tir”, su­bli­nhou.

Por sua vez, Nu­no Sam­paio, di­re­tor exe­cu­ti­vo da “Ca­sa da Ar­qui­tec­tu­ra” des­ta­cou a im­por­tân­cia da par­ce­ria com a au­tar­quia mar­co­en­se. “Es­te é o pri­mei­ro mo­men­to de uma par­ce­ria que se quer mais lon­ga, num en­con­tro en­tre a ar­qui­te­tu­ra e a in­dús­tria da pe­dra, aqui no Mar­co de Ca­na­ve­ses e que per­mi­te, de al­gu­ma ma­nei­ra, tro­car ex­pe­ri­ên­ci­as”, afir­mou.

Re­la­ti­va­men­te às no­vi­da­des da Bi­e­nal da Pe­dra, o di­re­tor exe­cu­ti­vo dis­se que o cer­ta­me “cres­ceu mui­to es­te ano, co­lo­cou-se no mun­do ex­te­ri­or ao pró­prio mu­ni­cí­pio de uma outra for­ma, com uma outra am­bi­ção”, ga­ran­tin­do que “se es­ta es­tra­té­gia for se­gui­da, se for cum­pri­da, da­qui a dez anos po­de­mos ter aqui uma Bi­e­nal for­tís­si­ma, de re­fe­rên­cia in­ter­na­ci­o­nal”.

A res­pon­sá­vel pe­la As­so­ci­a­ção Na­ci­o­nal da In­dús­tria Ex­trac­ti­va e Trans- for­ma­do­ra (ANIET), Fran­ce­li­na Pin­to, pa­ra­be­ni­zou a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal pe­la or­ga­ni­za­ção e re­fe­riu que “to­dos te­mos a ga­nhar” com a par­ce­ria com a “Ca­sa da Ar­qui­tec­tu­ra”. Se­gun­do a res­pon­sá­vel, “es­tá de­mons­tra­do o pe­so da eco­no­mia des­te se­tor na re­gião. To­dos per­ce­be­mos que as em­pre­sas têm pe­dra de qua­li­da­de e mui­ta cre­di­bi­li­da­de, es­tão do­ta­das de tec­no­lo­gi­as equi­pa­ra­das aos paí­ses mais avançados do mun­do”.

Fran­ce­li­na Pin­to ter­mi­nou afir­man­do que es­tão reu­ni­das “to­das as con­di­ções pa­ra po­der­mos par­tir pa­ra uma par­ce­ria en­tre as em­pre­sas re­pre­sen­ta­das pe­la ANIET, a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal e a Ca­sa da Ar­qui­tec­tu­ra”.

A Bi­e­nal da Pe­dra re­gres­sa em 2020, pro­me­ten­do man­ter o ní­vel des­te ano.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.