O eu­ro­peu

A mar­ca sul co­re­a­na al­te­rou a de­sig­na­ção Ce­ed, re­ti­ran­do-lhe a após­tro­fe. No en­tan­to, o sig­ni­fi­ca­do man­tém-se, pois, tal co­mo os seus an­te­ces­so­res, foi pro­je­ta­do, de­sen­vol­vi­do e cons­truí­do na Eu­ro­pa, por eu­ro­peus, com pa­drões e gos­to eu­ro­peus…

Altagama Motor (Portugal) - - Contacto - An­tó­nio No­guei­ra

As­sen­te na no­va pla­ta­for­ma K2, a ter­cei­ra ge­ra­ção do KIA Ce­ed é mais lar­ga (20 mm) e mais bai­xa (23 mm) que a pre­ce­den­te. Já a dis­tân­cia entre ei­xos man­te­ve-se inal­te­ra­da. Ob­ser­va­do de la­do, jun­te-se o per­fil ar­que­a­do das ja­ne­las la­te­rais, uma li­nha de cin­tu­ra qua­se ho­ri­zon­tal e um ge­ne­ro­so pi­lar C e ob­te­mos co­mo re­sul­ta­do um agra­dá­vel equi­lí­brio de pro­por­ções e for­mas. Quan­do equi­pa­do com as bo­ni­tas jan­tes de 17 po­le­ga­das (TX), tor­na-se ain­da mais ape­la­ti­vo. A per­so­na­li­da­de sai re­for­ça­da com uma di­an­tei­ra, ins­pi­ra­da no to­po de ga­ma Stin­ger, on­de pon­tua a es­ti­li­za­da gre­lha ti­ger no­se e ge­ne­ro­sas en­tra­das de ar in­fe­ri­o­res. Tam­bém a no­va as­si­na­tu­ra lu­mi­no­sa, for­ma- da por qua­tro pon­tos em LED ice cu­be – em tor­no da óti­ca prin­ci­pal –, con­tri­bui pa­ra a sua iden­ti­da­de. Dis­pos­tos ho­ri­zon­tal­men­te, os fa­ro­lins tra­sei­ros (em LED no TX) con­tam, igual­men­te, com lu­zes diur­nas, uma no­vi­da­de na mar­ca.

In­te­ri­or aco­lhe­dor

Em­pre­gan­do ma­te­ri­ais su­a­ves ao to­que, o in­te­ri­or do no­vo KIA Ce­ed sur­pre­en­de pe­lo ri­gor da mon­ta­gem e pe­la quantidade de equi­pa­men­to dis­po­ni­bi­li­za­do des­de a ba­se da ofer­ta, o SX. O ta­bli­er ado­ta li­nhas mar­ca­da­men­te horizontais, on­de se des­ta­ca o ecrã tá­til de 7 ou 8 po­le­ga­das, con­so­an­te a ver­são. Ne­le se con­cen­tram to­das as fun­ções e co­man­dos do sis­te­ma de in­fo­en­tre­te­ni­men­to, as­sim co­mo a vi­sua-

li­za­ção da câ­ma­ra tra­sei­ra de es­ta­ci­o­na­men­to, de ex­ce­len­te de­fi­ni­ção. Além das ha­bi­tu­ais en­tra­das USB, Blu­e­to­oth, etc., o no­vo Ce­ed, dis­po­ni­bi­li­za car­re­ga­men­to por in­du­ção pa­ra apa­re­lhos com­pa­tí­veis, as­sim co­mo o sis­te­ma de som (se­te co­lu­nas) pro­ve­ni­en­te da pres­ti­gi­a­da JBL. Pa­ra-bri­sas aque­ci­do (es­treia na mar­ca), ban­cos di­an­tei­ros e tra­sei­ros igual­men­te aque­ci­dos (com a pos­si­bi­li­da­de dos an­te­ri­o­res se­rem ven­ti­la­dos) são op­ções mais co­muns em mar­cas pre­mium, mas que po­de­re­mos en­con­trar nes­te no­vo Ce­ed. Te­to pa­no­râ­mi­co com aber­tu­ra so­bre os lu­ga­res di­an­tei­ros, é ou­tro item que cons­ta da lis­ta de ex­tras.

Em­bo­ra a dis­tân­cia entre ei­xos se­ja a mes­ma da ge­ra­ção an­te­ri­or, a ver­da­de é que hou­ve im­por­tan­tes ga­nhos na ha­bi­ta­bi­li­da­de, em vir­tu­de uma uti­li­za­ção mais in­te­li­gen­te do es­pa­ço, no­me­a­da­men­te nos lu­ga­res tra­sei­ros: a área pa­ra jo­e­lhos foi in­cre­men­ta­da em 16 mm, gra­ças ao re­bai­xa­men­to do ban­co tra­sei­ro, ao pas­so que o au­men­to da lar­gu­ra da car­ro­ça­ria di­tou mai­or am­pli­tu­de à al­tu­ra dos om­bros em 34 mm; jun­ta­se ain­da a pou­ca in­tru­são do tú­nel cen­tral, fa­ci­li­tan­do a pre­sen­ça de um pas­sa­gei­ro no lu­gar do meio. Quan­to à ba­ga­gei­ra, a ca­pa­ci­da­de me­lho­rou de 380 pa­ra 395 li­tros nes­ta ge­ra­ção.

Mo­to­res mais efi­ci­en­tes

Qua­tro mo­to­res, dois a ga­so­li­na e dois Di­e­sel, com­põem a ofer­ta na­ci­o­nal. O 1.0 T-GDI a ga­so­li­na de­sen­vol­ve 120 CV, en­quan­to o no­vo mo­tor 1.4 T-GDI da fa­mí­lia Kap­pa, com 140 CV, vem subs­ti­tuir o an­te­ri­or 1.6 GDI. Já equi­pa­dos com fil­tro de par­tí­cu­las de ga­so­li­na – uma no­vi­da­de –, am­bos cum­prem e ul­tra­pas­sam as exi­gên­ci­as das nor­mas Eu­ro 6D-TEMP.

Já no que diz res­pei­to à ga­ma Di­e­sel, as res­pon­sa­bi­li­da­des re­ca­em no­va­men­te so­bre o 1.6 CRDI, ago­ra re­no­va­do e com dois ní­veis de po­tên­cia: 115 e 136 CV. O bi­ná­rio de 280 N.m é co­mum aos dois, quan­do equi­pa-

Qua­tro mo­to­res mo­der­nos com­põem a ga­ma da no­va ge­ra­ção Ce­ed

dos com cai­xa ma­nu­al de 6 ve­lo­ci­da­des. Se a op­ção for a cai­xa de du­pla em­brai­a­gem de se­te ve­lo­ci­da­des, o bi­ná­rio so­be pa­ra 300 e 320 N.m, res­pe­ti­va­men­te.

Em ma­té­ria de chas­sis, a no­va di­re­ção di­re­ta e pre­ci­sa – ape­nas 2,44 vol­tas de ex­tre­mo a ex­tre­mo – acom­pa­nha na per­fei­ção o com­por­ta­men­to da sus­pen­são di­an­tei­ra, que foi to­tal­men­te re­vis­ta, sen­do 40% mais fir­me, mé­ri­to de no­vas mo­las e amor­te­ce­do­res. O sis­te­ma mul­ti­bra­ços, mon­ta­do na tra­sei­ra, con­tri­bui igual­men­te pa­ra uma di­nâ­mi­ca mui­to com­pe­ten­te.

Se­guin­do as ten­dên­ci­as, o no­vo KIA Ce­ed dis­põe de pa­co­tes tec­no­ló­gi­cos que per­mi­tem uma con­du­ção au­tó­no­ma de ní­vel 2, co­mo a ma­nu­ten­ção na fai­xa de ro­da­gem, com in­ter­ven­ção na di­re­ção, e con­tro­lo da tra­va­gem e ace­le­ra­ção de acor­do com a dis­tân­cia pro­gra­ma­da pa­ra o veí­cu­lo da fren­te (entre 0 e 130 km/h). As­sis­ten­te de fa­róis má­xi­mos e de­te­ção de veí­cu­los no ân­gu­lo mor­to, entre ou­tros, fa­zem par­te do equi­pa­men­to de sé­rie. Co­mum a to­dos os KIA, per­du­ra o ar­gu­men­to de pe­so: se­te anos de ga­ran­tia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.