Pors­che Ma­can

Mo­de­lo de mui­to su­ces­so no nos­so mer­ca­do, o SUV mé­dio da Pors­che pas­sa por li­gei­ro resty­ling pa­ra atu­a­li­zar o vi­su­al e au­men­tar a car­ga tec­no­ló­gi­ca, o con­for­to e a co­nec­ti­vi­da­de. Es­tá pre­vis­to che­gar no iní­cio do ou­to­no.

Altagama Motor (Portugal) - - Editorial -

Se há mo­de­los que pre­ci­sam de ser atu­a­li­za­dos, o Pors­che Ma­can não é um de­les. Con­tu­do, após mais de qua­tro anos de car­rei­ra co­mer­ci­al, há que re­no­var pa­ra man­ter o ím­pe­to de ven­das. Ape­sar do seu po­si­ci­o­na­men­to pre­mium, em Por­tu­gal o SUV mé­dio da Pors­che te­ve sem­pre um de­sem­pe- nho ex­ce­ci­o­nal, mui­to gra­ças à ofer­ta de mo­to­ri­za­ções Di­e­sel, al­go que ago­ra, in­fe­liz­men­te, che­ga ao fim… A ní­vel glo­bal, e des­de o seu lan­ça­men­to em 2014, já fo­ram ven­di­das 350 mil uni­da­des do Ma­can, sen­do que só 100 mil fo­ram des­ti­na­dos ao mer­ca­do chi­nês. Por is­so, não é de es­tra­nhar que a mar­ca de Es­tu­gar­da te­nha es- co­lhi­do o Sa­lão Au­to­mó­vel de Xan­gai pa­ra mos­trar pu­bli­ca­men­te es­te re­no­va­do Ma­can pe­la pri­mei­ra vez.

Por nor­ma, os cri­a­ti­vos têm sem­pre al­gum pu­dor em me­xer ‘nu­ma equi­pa que ga­nha’, ou se­ja, num mo­de­lo bem-su­ce­di­do, ra­zão pe­la qual as al­te­ra­ções nes­te mo­de­lo pas­sa­ram mais pe­lo vi­su­al do que pe­la es- sên­cia, mais pre­ci­sa­men­te pe­lo de­sign e equi­pa­men­to, re­to­can­do le­ve­men­te a di­nâ­mi­ca.

As mo­di­fi­ca­ções não são fá­ceis de des­lin­dar, so­bre­tu­do na zo­na di­an­tei­ra, mas um olhar mais clí­ni­co re­ve­la no­vos fa­róis com tec­no­lo­gia LED de sé­rie, que in­cor­po­ram lu­zes diur­nas de qua­tro pon­tos, já vis­tos nos mo­de­los mais re­cen­tes do

cons­tru­tor ger­mâ­ni­co, co­mo o Cayen­ne. Já na tra­sei­ra, as di­fe­ren­ças são mais no­tó­ri­as, com óti­cas li­ga­das por meio de uma fai­xa LED de efei­to tri­di­men­si­o­nal.

Mais so­fis­ti­ca­do

Tam­bém as al­te­ra­ções re­ce­bi- das pe­lo ha­bi­tá­cu­lo são bas­tan­te li­gei­ras, sen­do ape­nas mais evi­den­te a pre­sen­ça de um no­vo ecrã cen­tral, de 11 po­le­ga­das e al­ta re­so­lu­ção com fun­ci­o­na­men­to tou­ch, o que obri­gou os es­ti­lis­tas a re­de­se­nhar o ta­bli­er de ma­nei­ra a des­lo­car as saí­das de ven­ti­la­ção pa­ra uma

As mu­dan­ças es­té­ti­cas são sub­tis, mas pal­pá­veis

po­si­ção in­fe­ri­or. E, tal co­mo no Cayen­ne e Pa­na­me­ra, to­dos me­nus são con­fi­gu­rá­veis e per­so­na­li­zá­veis.

Além dis­so, her­da do 911 o vo­lan­te GT, mais des­por­ti­vo – ape­nas dis­po­ní­vel co­mo op­ção –, as­sim co­mo o pa­ra-bri­sas (ago­ra aque­ci­do), ao pas­so que a qua­li­da­de do ar que res­pi­ra­mos no ha­bi­tá­cu­lo pas­sa a ser mais ele­va­da, gra­ças a um io­ni­za­dor que ope­ra em har­mo­nia com o con­tro­lo de cli­ma­ti­za­ção de três zo­nas.

De igual mo­do, as pos­si­bi­li­da­des de per­so­na­li­za­ção fo­ram en­ri­que­ci­das, mé­ri­to de no-

vas co­res ex­te­ri­o­res e di­fe­ren­tes packs de equi­pa­men­to.

No âm­bi­to das aju­das ele­tró­ni­cas à con­du­ção, um as­pe­to em que o Ma­can sem­pre foi ge­ne­ro­so, es­te resty­ling pas­sa a con­tar, pa­ra a con­du­ção off ro­ad, com um as­sis­ten­te de atas­co, ca­paz de ace­le­rar, tra­var, re­to­mar a mar­cha e man­ter a tra­je­tó­ria de for­ma au­tó­no­ma até aos 60 km/h.

A Pors­che anun­cia uma me­lho­ria na di­nâ­mi­ca ao oti­mi­zar o chas­sis. No en­tan­to, os ajus­tes não se apli­cam ao Pors­che Trac­ti­on Ma­na­ge­ment (PTM), à sus­pen­são pneu­má­ti­ca ou à ele­tró­ni­ca fo­ca­da na es­ta­bi­li­da­de. A mar­ca ale­mã anun­cia, an­tes, pneus que me­lho­ram sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te o com­por­ta­men­to do veí­cu­lo em “des­lo­ca­men­tos la­te­rais”, em­bo­ra sem avan­çar mais de­ta­lhes. Va­mos ter de es­pe­rar pe­lo pri­mei­ro con­tac­to di­nâ­mi­co pa­ra per­ce­ber em pri­mei­ra mão o que os téc­ni­cos ger­mâ­ni­cos pre­pa­ra­ram, sen­do que o Ma­can é um dos pou­cos SUV da sua clas­se que mon­ta pneus de di­fe­ren­te lar­gu­ra en­tre os ei­xos di­an­tei­ro e tra­sei­ro, de for­ma a re­al­çar o seu es­pí- ri­to des­por­ti­vo. Uma no­vi­da­de nes­te ca­pí­tu­lo são jan­tes de no­vo de­sign com me­di­das de 20 e 21 po­le­ga­das.

E os mo­to­res?

Cu­ri­o­sa­men­te, a Pors­che não faz re­fe­rên­ci­as wquan­to às mo­to­ri­za­ções que irão mo­ver o re­no­va­do Ma­can. A ga­ma atu­al in­clui uma va­ri­an­te de aces­so de qua­tro ci­lin­dros e 252 CV, a ver­são S de 340 CV, o GTS, de 360 CV, e o mais po­de­ro­so Ma­can Tur­bo, que au­men­ta a pa­ra­da pa­ra os 400 CV, ou pa­ra 440 CV com o pack Per­for­man­ce. Em to­do o ca­so, é es­pe­rar mai­or po­tên­cia e efi­ci­ên­cia des­tas me­câ­ni­cas, en­quan­to que é mais do que cer­to o aban­do­no das va­ri­an­tes Di­e­sel, que, des­de o lan­ça­men­to des­ta úl­ti­ma ge­ra­ção Cayen­ne, pas­sou a ser po­lí­ti­ca do cons­tru­tor de Es­tu­gar­da.

Mes­mo não se tra­tan­do de uma re­no­va­ção pro­fun­da, es­ta pe­que­na ci­rur­gia plás­ti­ca irá dar a es­ta pri­mei­ra ge­ra­ção do Ma­can um no­vo fô­le­go, de­ven­do che­gar aos prin­ci­pais mer­ca­dos eu­ro­peus em prin­cí­pi­os de ou­tu­bro.

Ber­nar­do Gon­za­lez / Gre­gó­rio Ar­royo

O no­vo ecrã tou­ch de 11” obri­gou os es­ti­lis­tas a re­de­se­nhar o ta­bli­er pa­ra des­lo­car as saí­das de ven­ti­la­ção pa­ra uma po­si­ção mais bai­xa. O vo­lan­te GT, op­ci­o­nal, é par­ti­lha­do com o 911

A Pors­che não adi­an­ta por­me­no­res so­bre as me­câ­ni­cas, mas cer­ta­men­te ha­ve­rá me­lho­ri­as em po­tên­cia e efi­ci­ên­cia. Há jan­tes re­de­se­nha­das pa­ra re­ce­ber no­vos pneus que me­lho­ram a di­nâ­mi­ca do Ma­can

A as­si­na­tu­ra lu­mi­no­sa da tra­sei­ra é mar­ca­da pe­la fai­xa en­tre óti­cas. O no­vo Ma­can foi tes­ta­do ao li­mi­te nos po­ei­ren­tos tri­lhos da Áfri­ca do Sul

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.