Exe­cu­ção fis­cal ti­ra me­ta­de de ca­sa a fa­mí­lia e ban­co lu­cra

PENHORAr Ca­sal per­deu par­te do apar­ta­men­to de­vi­do a uma dí­vi­da fis­cal de se­te mil eu­ros PRO­CES­SO r BCP com­prou par­te do imó­vel por 20 mil eu­ros mas ale­ga que es­te va­le 200 mil eu­ros

Correio da Manhã Weekend - - Primeira Página - DÉBORA CAR­VA­LHO NO­TÍ­CIA EX­CLU­SI­VA DA EDI­ÇÃO EM PA­PEL

OFis­co ven­deu me­ta­de de uma ca­sa de ha­bi­ta­ção, em 2012, no âm­bi­to de um pro­ces­so de exe­cu­ção fis­cal mo­vi­do con­tra Ví­tor Bri­to. O BCP com­prou 50% do imó­vel, por 20 mil eu­ros. O em­pre­sá­rio, pe­nho­ra­do por uma dí­vi­da fis­cal de se­te mil eu­ros, não con­se­gue che­gar a acor­do com o ban­co: a ins­ti­tui­ção ale­ga ago­ra que o va­lor de mer­ca­do do imó­vel ron­da­rá os 200 mil eu­ros.

Ví­tor re­si­de com a mu­lher e fi­lhos, de 8 e 15 anos, em Ma­to­si­nhos. O em­pre­sá­rio, de 45 anos, com­prou o imó­vel a mei­as com a com­pa­nhei­ra, mas co­mo a dí­vi­da fis­cal di­zia res­pei­to à in­sol- vên­cia da em­pre­sa de Ví­tor, a quo­ta par­te da mu­lher não foi pe­nho­ra­da pe­lo Fis­co. O BCP, que con­ce­deu o cré­di­to, ad­qui­riu a par­ce­la do em­pre­sá­rio

No fi­nal de 2014, e de­pois de te­rem emi­gra­do pa­ra a Suí­ça, Ví­tor e San­dra ini­ci­a­ram os con­tac­tos com o BCP: “O ban­co agiu de má fé. Não con­si­go com­prar dos 50%, nem mu­dar­me. Es­tou de­ses­pe­ra­do”, la­men­ta Ví­tor. O em­pre­sá­rio con­ta que em 2015 o ban­co lhe co­mu­ni­cou que a ava­li­a­ção do imó­vel era de 108 mil eu­ros, mas que acei­ta­va ven­der a me­ta­de da ca­sa por 40 mil eu­ros - o BCP te­ria um ga­nho de 100%. No en­tan­to, o ban­co te­rá dei­xa­do cair a pro­pos­ta e ago­ra só ad­mi­te ne­go­ci­ar após o apar­ta­men­to ser ava­li­a­do, por en­ten­der que o imó­vel já va­le, no mí­ni­mo, 200 mil eu­ros. “Não va­le tu­do pa­ra ter lu­cro. O ban­co es­tá aten­to ao mer­ca­do, o que é le­gí­ti­mo. Mas, nes­te ca­so, é pre­da­dor. Es­tá a co­mer a car­ca­ça dos cli­en­tes”, diz o ad­vo­ga­do de Ví­tor, João Pereira dos San­tos. Ao CM, o BCP re­fe­re que vai “reanalisar o pro­ces­so”.

BAN­CO VAI REANALISAR CA­SO DO EM­PRE­SÁ­RIO DE MA­TO­SI­NHOS

1Ca­so ocor­reu em se­de de ven­da exe­cu­ti­va, em pro­ces­so de exe­cu­ção fis­cal 2Ví­tor Bri­to quer re­a­ver a quo­ta par­te da ca­sa que o ban­co com­prou em 2012

Lei de 2016 im­pe­de o Fis­co de ven­der as ca­sas de ha­bi­ta­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.