Guer­ra e Paz

Um ano de po­lí­ti­ca, men­ti­ras e se­xo

Correio da Manha - Domingo (Cofina) - - FIGURA INTERNACIONAL - Por Pau­lo Fon­te

“Hou­ve ri­so­ta na ONU, mãos da­das com a Co­reia do Nor­te e amu­os com a Rús­sia. E re­ve­la­ções de uma vi­da pa­ra­le­la sem Me­la­nia”

Ain­da o úl­ti­mo li­vro de Bob Wo­odward, um dos jor­na­lis­tas que ex­pu­se­ram o es­cân­da­lo Wa­ter­ga­te, não se des­ta­ca­va nas li­vra­ri­as e já Washing­ton fer­via com as re­ve­la­ções que se avi­zi­nha­vam. ‘Me­do – Trump na Ca­sa Bran­ca’ re­ve­la co­mo fun­ci­o­ná­ri­os da ad­mi­nis­tra­ção fi­ze­ram de­sa­pa­re­cer mi­nu­tas de or­dens, de for­ma a im­pe­di­rem que o pre­si­den­te as as­si­nas­se, pois, acre­di­ta­vam, po­de­ri­am pre­ju­di­car os Es­ta­dos Uni­dos. “Foi um gol­pe de Es­ta­do ad­mi­nis­tra­ti­vo”, su­bli­nha Wo­odward. Trump foi igual a si pró­prio e re­a­giu de for­ma rai­vo­sa, apon­tou ba­te­ri­as ao jor­na­lis­ta e fa­lou em de­cla­ra­ções “fa­bri­ca­das”. Es­te foi o ano em que Trump foi fa­la­do pe­lo que fez e,tam­bém, por aqui­lo que não o dei­xa­ram fa­zer.

Quen­te e frio

Es­te foi o ano da sua no­me­a­ção pa­ra Pré­mio No­bel da Paz após os es­for­ços par­ti­lha­dos com Kim Jong-un pe­la des- nu­cle­a­ri­za­ção da pe­nín­su­la co­re­a­na. “Te­re­mos uma ex­ce­len­te re­la­ção”, afir­mou. Mas tam­bém o ano em que o pre­si­den­te in­sis­tiu em obri­gar o Mé­xi­co a pa­gar pe­lo mu­ro na fron­tei­ra,uma ques­tão cen­tral da sua cam­pa­nha. Tam­bém 2018 fi­ca mar­ca­do pe­la cer­te­za de que fa­rá um acor­do co­mer­ci­al “fan­tás­ti­co” com a Chi­na e pe­los avan­ços e re­cu­os com a Rús­sia em re­la­ção ao acor­do da não pro­li­fe­ra­ção nu­cle­ar. Es­te foi o ano em que o pre­si­den­te pro­vo­cou ri­sos na As­sem­bleia Ge­ral da ONU ao afir­mar que ne­nhum go­ver­no dos EUA fez tan­to quan­to o de­le em tão pou­co tem­po. Do­ze me­ses tam­bém as­si­na­la­dos por es­cân­da­los pes­so­ais, com tór­ri­das re­ve­la­ções de aven­tu­ras se­xu­ais, das quais so­bres­sai a atriz de fil­mes por­no­grá­fi­cos Stormy Da­ni­els. Foi tam­bém o ano em que o ex-ad­vo­ga­do pes­so­al do pre­si­den­te, Mi­cha­el Cohen, foi con­de­na­do a três anos de pri­são por ter com­pra­do o si­lên­cio de du­as mu­lhe­res com as quais Trump man­te­ve re­la­ções ex­tra­ma­tri­mo­ni­ais. “Vá­ri­as ve­zes sen­ti que era meu de­ver en­co­brir os seus gol­pes su­jos”, de­cla­rou Cohen. E, com is­to, dis­se tu­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.