Correio da Manhã Weekend

Divisão democrata impõe revés a Biden

INVESTIMEN­TO r Ala radical recusou votar plano de investimen­to em infraestru­turas, exigindo que seja aprovado um outro plano bilionário para apoios sociais e combate às alterações climáticas

- F. J. GONÇALVES

Opresident­e Joe Biden viu ontem adiada, pelo segundo dia consecutiv­o, a votação de um plano ambicioso de investimen­to em infraestru­turas no valor de 1 bilião de dólares. A ala esquerda do Partido Democrata exigiu, na noite de quinta-feira, garantias de que será igualmente aprovado um outro plano, ainda mais megalómano (3,5 biliões de dólares), para investimen­to em políticas sociais e ambientais.

O bloqueio da votação do plano, já aprovado pelo Senado em agosto, mereceu críticas da

OPOSIÇÃO REPUBLICAN­A CRITICOU ALA ESQUERDA DO PARTIDO NO PODER

oposição republican­a. “É inaceitáve­l que uma legislação bipartidár­ia que é vital para a nossa economia e necessária para manter vivos importante­s programas de transporte­s seja mantida refém pelos democratas mais extremista­s”, afirmou o senador Mitt Romney, concluindo: “É lamentável colocar a política à frente do que é bom para o país”.

Biden manteve ontem reuniões à porta fechada com os representa­ntes democratas para tentar desbloquea­r a situação mas, até à hora de fecho desta edição, não havia ainda sinais de entendimen­to entre a ala radical e a centrista. Esta última considera “uma loucura fiscal” o plano de investimen­to social de 3,5 biliões, pelo que pediu um corte de quase dois biliões de dólares no mesmo.

O que sim foi aprovado na noite de quinta-feira foi uma medida temporária para manter o governo a funcionar até dezembro, enquanto não é aprovado o novo orçamento para o ano fiscal de 2022.n

 ?? ?? Biden enfrentou um obstáculo inesperado no seu próprio partido a um plano de investimen­to em que apostou forte
Biden enfrentou um obstáculo inesperado no seu próprio partido a um plano de investimen­to em que apostou forte

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal