PSP es­cla­re­ce da­dos do 112

Correio da Manha - - Portugal -

Na sequên­cia da notícia com tí­tu­lo “PSP deu da­dos so­bre o 112 que ago­ra des­men­te”, pu­bli­ca­da na edição do CM do úl­ti­mo dia 8, re­ce­be­mos da Polícia de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca o se­guin­te direito de resposta: “Em 05.08.2018 o jor­nal Cor­reio da Ma­nhã (CM) so­li­ci­tou es­cla­re­ci­men­tos ao ga­bi­ne­te do sr. Mi­nis­tro da Ad­mi­nis­tra­ção In­ter­na, re­la­ti­vos ao fun­ci­o­na­men­to da ‘cen­tral sul 112’, ten­do a Di­re­ção Na­ci­o­nal re­me­ti­do ao ga­bi­ne­te as res­pos­tas às ques­tões co­lo­ca­das. Uma das ques­tões re­fe­ria que “te­mos in­for­ma­ção de que o tem­po médio de resposta nes­ta cen­tral é atu­al­men­te de 16 se­gun­dos quan­do de­via ser de 6 se­gun­dos”. Na resposta a PSP in­for­mou que os tem­pos mé­di­os de aten­di­men­to no 112 va­ri­am atu­al­men­te en­tre os 10 e os 15 se­gun­dos. A resposta da­da con­si­de­ra o tem­po de resposta glo­bal médio re­la­ti­vo ao 112, a ní­vel na­ci­o­nal, re­por­ta­do aos úl­ti­mos qu­a­tro me­ses de 2018, e não o re­la­ti­vo a qual­quer dia con­cre- to, nem tal cons­ta­va das ques­tões for­mu­la­das pe­lo CM. Nes­tes ter­mos, e ao con­trá­rio do tí­tu­lo do jor­nal, a PSP não des­men­tiu pos­te­ri­or­men­te quais­quer da­dos, man­ten­do as re­fe­rên­ci­as quer aos tem­pos glo­bais na­ci­o­nais mé­di­os de aten­di­men­to (10 a 15 se­gun­dos), quer ao tem­po médio de aten­di­me nt o r e fe r e nt e ao dia 05.08.2018 (53 se­gun­dos), im­por­tan­do por is­so que se­ja re­pos­ta a ve­ra­ci­da­de dos fac­tos”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.