MAIS DE 40 ARTISTAS VÃO ATU­AR NOS PAL­COS DA AL­DEIA DE CEM SOL­DOS NO CON­CE­LHO DE TO­MAR.

TO­MAR r Qu­a­tro cen­te­nas de vo­lun­tá­ri­os, mui­tos de­les mo­ra­do­res, pre­pa­ra­ram 9ª edição da festa

Correio da Manha - - Opinião - JO­SÉ DURÃO

Um fes­ti­val “fei­to, di­ri­gi­do e cri­a­do pe­la co­mu­ni­da­de”. É as s im que Luís Fer­rei­ra, diretor ar­tís­ti­co do Bons Sons, de­fi­ne a festa da mú­si­ca que on­tem te­ve iní­cio na lo­ca­li­da­de de Cem Sol­dos.

Nos dias que an­te­ce­dem o iní­cio do fes­ti­val, a pe­que­na al­deia do con­ce­lho de To­mar trans­fi­gu­ra-se: oli­vais tor­nam-se an- fi­te­a­tros, bar­ra­cas eclo­dem pe­las ru­as da po­vo­a­ção e o lar­go do Ros­sio, cen­tro da al­deia, re­ce­be o p alc o Lo - pes-Gra­ça, epi­cen­tro da no na e diç ão da festa.

A re­a­li­za­ção con­ti­nu­a­da do fes­ti­val é um pon­to de or­gu­lho pa­ra os mo­ra­do­res, que com­põem três quar­tos dos 400 vo- lun­tá­ri­os do even­to. A lo­gís­ti­ca ne­ces­sá­ria pa­ra ga­ran­tir ali­men­ta­ção é da res­pon­sa­bi­li­da­de de Cé u Mou­rão, mo­ra­do­ra. O tra­ba­lho não pára, mas “en­quan­to hou­ver ca­fé e umas pin­gui­tas de vi­nho a gen­te es­tá bem”, dis­se a co­zi­nhei­ra ao CM.

O Bons Sons des­te ano vol­ta a apre­sen­tar uma lon­ga lis­ta de es­pe­tá­cu­los (mais de 40 artistas vão pas­sar pe­los vá­ri­os pal­cos), workshops e ati­vi­da­des pa­ra to­da a fa­mí­lia. On­tem, Sal­va­dor So­bral e Slow J fo­ram os ca­be­ças de car­taz. Hoje, se­rá a vez de Sa­ra Tavares e Maz­ga­ni. Até do­min­go, des­ta­ca-se ain­da a pres e nç a de S e an Ri­le y & The Slo­wri­ders, Lin­da Mar­ti­ni e Cais So­dré Funk Con­nec­ti­on.

MAIS DE 40 ARTISTAS VÃO PAS­SAR PE­LOS VÁ­RI­OS PAL­COS DO BONS SONS

Qu­a­tro cen­te­nas de vo­lun­tá­ri­os uni­ram es­for­ços pa­ra pre­pa­rar a al­deia pa­ra o fes­ti­val que já de­cor­re

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.