Li­ber­da­de pa­ra três de­ti­dos ile­gal­men­te

TRI­BU­NAL r Juíza ou­ve ar­gui­dos da frau­de do jo­go ile­gal e man­da li­ber­tar três que tra­ba­lha­vam num ar­ma­zém de V. N. Gaia ER­RO fa­la em er­ro gros­sei­ro e pe­de res­pon­sa­bi­li­da­des

Correio da Manha - - Portugal - SOFIA GARCIA

Três dos 30 de­ti­dos pe­la GNR no âm­bi­to de uma re­de cri­mi­no­sa de ex­plo­ra­ção ilí­ci­ta de jo­gos e apos­tas on­li­ne que atu­a­va de Nor­te a Sul do País saí­ram on­tem em li­ber­da­de, por de­ci­são do Tri­bu­nal de Se­tú­bal. Es­ta­vam a tra­ba­lhar nu­ma em­pre­sa que foi al­vo de bus­cas na ter­ça-fei­ra, em Vi­la No­va de Gaia - a Di­ver­sal. “La­men­to a de­ten­ção des­sas pes­so­as que es­ta­vam ape­nas em re­dor do ar­ma­zém vi­sa­do nas bus­cas. Es­pe­ro que se­jam apu­ra­das res­pon­sa­bi­li­da­des pe­lo er­ro gros­sei­ro que foi co­me­ti­do con­tra es­tes três ho­mens que

JO­SÉ FI­GUEI­RE­DO TAM­BÉM DIZ TER SI­DO DE­TI­DO ERRADAMENTE

fo­ram on­tem ou­vi­dos em pri­mei­ro in­ter­ro­ga­tó­rio no Tri­bu­nal de Se­tú­bal 2Fo­ram de­ti­dos 30 sus­pei­tos de jo­go ile­gal 3Jo­sé Fi­guei­re­do, ad­vo­ga­do sus­pei­to de che­fi­ar o es­que­ma cri­mi­no­so

1Ar­gui­dos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.