Or­te vol­ta a tri­bu­nal

CRI­ME rCon­de­na­do

Correio da Manha - - Portugal -

OT­ri­bu­nal da Re­la­ção de Évo­ra or­de­nou a re­pe­ti­ção de um jul­ga­men­to de­pois do Tri­bu­nal de Setúbal ter dei­xa­do em li­ber­da­de um jo­vem que ma­tou o vi­zi­nho à p anc ada, e m de z e mbro de 2016, em Palmela. A Re­la­ção en­con­trou er­ros no acór­dão.

Jor­ge Pi­e­da­de, en­tão com 17 anos, es­ta­va acu­sa­do de ho­mi­cí­dio qua­li­fi­ca­do e de ofen­sa à in­te­gri­da­de fí­si­ca agra­va­da. No dia da sen­ten­ça, a 25 de ja­nei­ro de 2018, viu os cri­mes de­sa­gra­va­dos e foi con­de­na­do ape­nas por ofen­sa à in­te­gri­da­de fí­si­ca, agra­va­da pe­lo re­sul­ta­do, a uma pe­na sus­pen­sa de um ano e 10 me­ses.

O jo­vem, re­si­den­te na Quin­ta do An­jo, em Palmela, ago­ra com 19 anos, ma­tou o vi­zi-

António Sacô­to nho António Sacô­to de­pois de lhe ter des­fe­ri­do uma ca­be­ça­da que o fez cair e ba­ter com a nu­ca no chão. Os de­sem­bar­ga­do­res de Évo­ra cri­ti­cam os juí­zes de Setúbal: “Hou­ve er­ro notório na apre­ci­a­ção da pro­va de que a ví­ti­ma não foi pon­ta­pe­a­da na par­te frontal da ca­be­ça (…). Ao in­vés, pa­re­ce-nos que as le­sões se

con­cen­tra­ram na par­te frontal da ca­be­ça. E tam­bém nos so­bre­vém co­mo du­vi­do­so que uma ca­be­ça­da se­ja a ex­pli­ca­ção to­tal que jus­ti­fi­que as le­sões.”

foi mor­to jun­to ao ca­fé Ja­cob, na Quin­ta do An­jo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.