DRAGÃO COM­PLI­CA CON­TAS

ABANÕES Conceição op­tou por uma de­fe­sa num três em li­nha e deu ga­lo. En­tra­da for­te du­rou 11’... Es­co­ce­ses su­bi­ram no en­con­tro e as me­xi­das de Sérgio aju­da­ram ATÉ AO TILT Le­são de Pepe foi em­pur­rão para o abis­mo. Dois go­los sem res­pos­ta e úl­ti­mo lu­gar no

Correio da Manha - - Primeira Página - SÉRGIO PEREIRA CARDOSO JOR­NA­LIS­TA

Es­te dragão já não é o que era. Gran­de re­fe­rên­cia na Europa, o FC Por­to viu-se on­tem ver­ga­do por 2-0 fren­te ao Ran­gers e caiu para úl­ti­mo no gru­po da Li­ga Europa. A crise está ins­ta­la­da no meio da po­bre­za que vol­tou a ser o fu­te­bol da equi­pa de Conceição.

Se na vés­pe­ra já se ti­nha fa­la­do em im­pre­vi­si­bi­li­da­de, Sérgio Conceição de­ci­diu ir ao bol­so das tá­ti­cas e apre­sen­tou uma li­nha de três de­fe­sas - ou cin­co, no mo­men­to de­fen­si­vo - e os dois la­te­rais, Alex Tel­les e Ma­na­fá, mais pro­je­ta­dos quan­do com bo­la, es­tan­can­do as alas es­co­ce­sas sem a mes­ma.

Re­sul­tou? Ini­ci­al­men­te, pa­re­cia que sim. A sur­pre­sa dei­xou o ad­ver­sá­rio ata­ran­ta­do, em­bo­ra, em abo­no da ver­da­de, o pe­ri­go aca­bas­se por che­gar de bo­la pa­ra­da, com um can­to de Tel­les, aos 8’, des­vi­a­do por Pepe - Ka­ma­ra cor­tou mes­mo em ci­ma da li­nha. A se­guir, So­a­res fa­lhou o ca­be­ce­a­men­to a cen­tro de Otávio e a coisa fi­cou por ali. Aos 11 mi­nu­tos...

Ger­rard me­xeu as peças, mu­dou os fo­cos de pres­são e a qua­li­da­de por­tis­ta vol­tou a de­cair. Nes­te jo­go de anu­la­ção mú­tua se­ria es­tra­nho ou­tro re­sul­ta­do que não o 0-0 ao in­ter­va­lo.

Um úni­co re­ma­te à ba­li­za das du­as equi­pas em 45 mi­nu­tos e o au­tor até foi Pepe, ele que te­ve de sair lesionado lo­go no iní­cio da se­gun­da par­te. Conceição sa­cou de Díaz, mas não se des­fez do 3x5x2 ou 5x3x2. Tel­les a cen­tral, Ma­na­fá na es­quer­da e Corona na di­rei­ta. Se pa­re­ce con­fu­so... é por­que é.

Os dra­gões con­ti­nu­a­vam com di­fi­cul­da­des na cons­tru­ção e es­ta­va melhor o Ran­gers na par­ti­da. Mar­che­sín en­trou em ação aos 60 mi­nu­tos e se­gu­rou o em­pa­te, pou­co an­tes de Sérgio vol­tar a me­xer - tro­ca di­re­ta de So­a­res por Zé Luís.

Até que os si­nais ne­ga­ti­vos aca­ba­ram por ter con­fir­ma­ção. Ma­na­fá ain­da viu um jo­ga­dor a vol­tar a ti­rar um go­lo per­to da li­nha, an­tes da der­ro­ca­da to­tal. Aos 69’, Morelos apro­vei­tou um de­ser­to na fren­te da de­fe­sa e ati­rou para o 1-0. Qua­tro mi­nu­tos de­pois, Ste­ven Da­vi­es au­men­tou o fos­so, com um des­vio de Mar­ca­no. Conceição pu­xou de Fábio Silva, mas, ape­sar do es­for­ço do miú­do, não mais cri­ou opor­tu­ni­da­des. Já es­ta­va da­do o tilt. Crise pro­fun­da no Dragão. Úl­ti­mo lu­gar na Li­ga Europa e apuramento em ris­co. E ago­ra, Sérgio?

INÍ­CIO ATÉ SUR­PRE­EN­DEU RAN­GERS, MAS GER­RARD DEU A VOL­TA POR CI­MA

VON­TA­DE DE ANU­LAR AD­VER­SÁ­RIO RE­SUL­TOU EM ATA­QUE DEFICITÁRI­O

RAN­GERS 2 FC POR­TO 0

Morelos mar­ca o pri­mei­ro go­lo do Ran­gers, en­tre Otávio e Mar­ca­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.