Es­co­las con­ti­nu­am a re­cu­sar di­a­bé­ti­cos

As­so­ci­a­ção de Jo­vens com Di­a­be­tes la­men­ta que a do­en­ça con­ti­nue as­so­ci­a­da a vá­ri­os mi­tos que pro­vo­cam pre­con­cei­to; 5% da po­pu­la­ção es­tá por di­ag­nos­ti­car

Destak - - ATUALIDADE - JOÃO MONIZ jmo­niz@des­tak.pt

Adi­a­be­tes ti­po 1 con­ti­nua a es­tar as­so­ci­a­da a mi­tos no que to­ca ao im­pac­to que tem na vi­da dos do­en­tes, de­nun­cia a As­so­ci­a­ção de Jo­vens Di­a­bé­ti­cos de Por­tu­gal (AJDP). Por exem­plo, a ideia de que os jo­vens que vi­vem com di­a­be­tes não po­dem es­co­lher a pro­fis­são que de­se­jam ou pra­ti­car des­por­to é al­go que con­ti­nua pre­sen­te na men­te de pais, pro­fes­so­res e da po­pu­la­ção em ge­ral.

«Atu­al­men­te, ain­da exis­tem es­co­las que não acei­tam cri­an­ças que vi­vem com di­a­be­tes, por não sa­be­rem ou não te­rem quem lhes pos­sa dar o apoio ne­ces­sá­rio», diz a pre­si­den­te da AJDP ao Des­tak. Is­to quan­do «as es­co­las de­vi­am fun­ci­o­nar co­mo um veí­cu­lo que con­tri­bui pa­ra des­mis­ti­fi­car da do­en­ça e não co­mo al­go que acen­tua ain­da mais es­ta ques­tão».

Além do tra­ta­men­to com in­su­li­na, a ali­men­ta­ção sau­dá­vel e a prá­ti­ca de exer­cí­cio fí­si­co são pi­la­res es­sen­ci­ais pa­ra que os ní­veis de in­su­li­na es­te­jam con­tro­la­dos. Con­tu­do, ga­ran­te Pau­la Klo­se, «ain­da exis­tem mui­tos pro­fis­si­o­nais, co­mo pro­fes­so­res de edu­ca­ção fí­si­ca, que pri­vam as cri­an­ças de re­a­li­zar as au­las por acha­rem que não é sau­dá­vel».

Por­que é es­sen­ci­al «aler­tar to­das as pes­so­as que vi­ver com di­a­be­tes não im­pe­de um es­ti­lo de vi­da ati­vo e sau­dá­vel, nem a es­co­lha de pro­fis­sões ou hob­bi­es», a AJDP vai pro­mo­ver vá­ri­as ini­ci­a­ti­vas até ao Dia Mun­di­al da Di­a­be­tes, que se as­si­na­la a 14 de no­vem­bro.

500 mil pes­so­as sem no­ção

A pre­va­lên­cia da di­a­be­tes tem au­men­ta­do nos úl­ti­mos anos, fru­to dos mai­o­res ní­veis de obe­si­da­de, se­den­ta­ris­mo e con­su­mo de ca­lo­ri­as, mas a do­en­ça con­ti­nua sub­di­ag­nos­ti­ca­da. Es­ti­ma-se que 12,4% dos por­tu­gue­ses se­jam di­a­bé­ti­cos, mas só 7% têm dis­so co­nhe­ci­men­to.

Lo­go, 5,4% dos do­en­tes – apro­xi­ma­da­men­te 500 mil pes­so­as – es­tão por di­ag­nos­ti­car, quan­do um in­di­ví­duo com di­a­be­tes tem até oi­to ve­zes mai­or pro­ba­bi­li­da­de de de­sen­vol­ver uma do­en­ça car­día­ca.

A di­a­be­tes não im­pe­de a ati­vi­da­de fí­si­ca, an­tes be­ne­fi­cia com a sua prá­ti­ca

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.