Por uma so­ci­e­da­de mais inclusiva

Destak - - CIDADES - EDUARDO VÍ­TOR RO­DRI­GUES Pre­si­den­te da Câ­ma­ra de V. N. Gaia

Todos os anos, no dia 3 de de­zem­bro, é pro­mo­vi­da uma re­fle­xão mais apro­fun­da­da sobre os di­rei­tos da pessoa com deficiência. Este ano não foi ex­ce­ção. Todos devem ter igual ní­vel de dig­ni­da­de e de opor­tu­ni­da­des na vi­da, in­de­pen­den­te­men­te da condição fí­si­ca e in­te­lec­tu­al. De acor­do com o relatório «Pes­so­as com Deficiência em Portugal – In­di­ca­do­res de Di­rei­tos Hu­ma­nos 2017», o de­sem­pre­go de lon­ga du­ra­ção re­gis­tou um agra­va­men­to na or­dem dos 60%, en­tre 2011 e 2016. Pe­ran­te es­tes da­dos, devem ser cri­a­das as me­lho­res con­di­ções de aces­so ao em­pre­go das pes­so­as com deficiência, o que, in­ques­ti­o­na­vel­men­te, tem de es­tar as­so­ci­a­do à ne­ces­si­da­de de as­se­gu­rar que o en­si­no, so­bre­tu­do o pú­bli­co, te­nha as con­di­ções ade­qua­das pa­ra cum­prir o di­rei­to à edu­ca­ção das cri­an­ças com ne­ces­si­da­des edu­ca­ti­vas especiais.

No âm­bi­to da sua res­pon­sa­bi­li­da­de so­ci­al, os mu­ni­cí­pi­os têm o de­ver de de­li­ne­ar es­tra­té­gi­as que fa­ci­li­tem e pro­mo­vam uma efe­ti­va mu­dan­ça so­ci­al, de­sem­pe­nhan­do um papel fa­ci­li­ta­dor e pro­mo­tor de po­lí­ti­cas lo­cais, em ar­ti­cu­la­ção com as ins­ti­tui­ções de apoio à deficiência lo­ca­li­za­das no ter­ri­tó­rio. Es­tas po­lí­ti­cas são o re­sul­ta­do de uma vi­são in­te­gra­da das con­di­ções de vi­da e ex­pe­ta­ti­vas dos ci­da­dãos e têm um papel cru­ci­al na des­cons­tru­ção de ati­tu­des e com­por­ta­men­tos e na im­ple­men­ta­ção de me­di­das con­cre­tas que pro­mo­vam uma co­mu­ni­da­de igua­li­tá­ria e par­ti­ci­pa­ti­va. Nes­te sen­ti­do, acre­di­to que a edu­ca­ção é, in­du­bi­ta­vel­men­te, o mai­or ele­va­dor so­ci­al, sen­do fun­da­men­tal in­cre­men­tar pro­je­tos edu­ca­ti­vos ino­va­do­res, ali­cer­ça­dos em cri­té­ri­os de in­clu­são e in­te­gra­ção e do­ta­dos de es­pe­ci­a­li­za­ção técnica. A di­fe­ren­ça es­tá na ca­be­ça de ca­da um.

Ca­be à so­ci­e­da­de adap­tar-se e evo­luir no sen­ti­do de in­cluir to­das as pes­so­as, sem res­tri­ções nem ex­ce­ções.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.