Tem­po a mais

Destak - - ATUALIDADE - JOÃO RAPOSO jo­ao.raposo@re­or­ga­ni­za.pt

Avi­da tem-me mos­tra­do que quan­do pre­ci­so que al­guém fa­ça re­al­men­te uma coi­sa, o me­lhor é pe­dir a quem já tem mui­to pa­ra fa­zer. Pa­re­ce um pa­ra­do­xo mas é a realidade que cons­ta­to. E pen­so que tem uma ex­pli­ca­ção pa­ra ser ver­da­de, é ela: uma boa ges­tão de tem­po. Quem tem a ne­ces­si­da­de de ter uma boa ges­tão de tem­po acaba por ser mais dis­po­ní­vel. Quem tem mui­to tem­po li­vre acaba por pen­sar de­ma­si­a­do tem­po nas exi­gên­ci­as de re­a­li­zar es­sa ta­re­fa. Às ve­zes, en­quan­to pen­sa e não pen­sa, pro­va­vel­men­te já te­ria re­a­li­za­do o que lhe foi pe­di­do! Is­to é ver­da­de pa­ra aque­les es­tu­dan­tes que fi­cam a fa­zer ape­nas 1 ou 2 dis­ci­pli­nas ao lon­go de um ano, co­mo pa­ra um am­bi­en­te pro­fis­si­o­nal, fa­mi­li­ar, so­ci­al, etc. Nas em­pre­sas cos­tu­ma exis­tir o gru­po dos que fa­zem ca­ra feia quan­do lhes é pe­di­do al­go pa­ra lá das su­as fun­ções e um gru­po que tem in­te­res­se em fa­zer mais do que lhes é pe­di­do. Ti­pi­ca­men­te, es­tes úl­ti­mos são os que apre­sen­tam me­lho­res resultados e são os que têm o tem­po mais con­tro­la­do. Ha­ve­rá sem­pre a ex­ce­ção, mas a li­ção que re­ti­ro é que um dos fatores de su­ces­so pro­fis­si­o­nal (e não só) es­tá na ges­tão do tem­po. Além da cons­ci­ên­cia da va­lo­ri­za­ção do tem­po, es­tas pes­so­as tam­bém per­ce­bem que o tem­po é ir­re­pe­tí­vel, ou co­mo se cos­tu­ma di­zer é co­mo “um rio que não pas­sa du­as ve­zes pe­lo mes­mo lu­gar”. Ca­da dia é úni­co e de­pen­de de ca­da um o seu bom apro­vei­ta­men­to. As tais opor­tu­ni­da­des que vão apa­re­cen­do a uns e não a ou­tros, tal­vez se­ja mais uma ques­tão de aten­ção e de adap­ta­ção, do que sor­te ou azar. Ter tem­po a mais não nos tor­na ne­ces­sa­ri­a­men­te mais aten­tos. No en­tan­to, tam­bém é que­ro dei­xar cla­ro que ter mui­to pa­ra fa­zer não é si­nó­ni­mo de um rit­mo fre­né­ti­co. É necessário que na ges­tão do tem­po te­nha alo­ca­do es­pa­ços pró­pri­os pa­ra des­can­sar e pa­ra es­tar gra­tui­ta­men­te a apro­vei­tar o dia. Ape­nas cons­ta­to que o ter tem­po a mais dei­xa as pes­so­as mais de­sor­ga­ni­za­das do que o seu con­trá­rio.

WWW.RE­OR­GA­NI­ZA.PT

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.