FO­TO DA SE­MA­NA

Edição Público Lisboa - - POLÍTICA -

Não é só em Be­lém que An­tó­nio Cos­ta é vis­to co­mo um “op­ti­mis­ta ir­ri­tan­te”. Tam­bém em Bru­xe­las se acre­di­ta que o pri­mei­ro-mi­nis­tro por­tu­guês ten­de a ver a re­a­li­da­de com uns ócu­los que tor­nam tu­do mais po­si­ti­vo. Na quin­ta-fei­ra, a Co­mis­são Eu­ro­peia pôs em cau­sa as con­tas do Go­ver­no, di­zen­do não acre­di­tar no cor­te de 800 mi­lhões de eu­ros na des­pe­sa pú­bli­ca que o exe­cu­ti­vo ins­cre­veu no Or­ça­men­to do Es­ta­do pa­ra 2019. Cos­ta não es­te­ve de mo­das e res­pon­deu no Twit­ter, em in­glês e por­tu­guês, com qu­a­dros on­de se com­pa­ram as pre­vi­sões de Bru­xe­las com os re­sul­ta­dos eco­nó­mi­cos al­can­ça­dos por Por­tu­gal em 2016 e 2017, no que diz res­pei­to a vá­ri­os in­di­ca­do­res, co­mo PIB, dé­fi­ce e de­sem­pre­go. Cos­ta, que es­ta se­ma­na até se en­can­tou com uns ócu­los de re­e­a­li­da­de vir­tu­al na Web Sum­mit, quis as­sim mos­trar que quem não es­tá a ver bem as coi­sas é a Co­mis­são Eu­ro­peia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.