Juiz tra­va ole­o­du­to e acu­sa a Ca­sa Bran­ca de ig­no­rar fac­tos

Edição Público Lisboa - - MUNDO -

Um juiz do es­ta­do nor­te­a­me­ri­ca­no do Mon­ta­na or­de­nou a sus­pen­são da cons­tru­ção do gi­gan­tes­co ole­o­du­to Keys­to­ne XL, a 4.ª e úl­ti­ma fa­se do sis­te­ma que li­ga o Sul do Ca­na­dá ao Sul dos EUA.

O pro­jec­to, que já te­ve vá­ri­os avan­ços e re­cu­os na úl­ti­ma dé­ca­da, ti­nha si­do au­to­ri­za­do pe­lo Pre­si­den­te Do­nald Trump dois di­as após a sua che­ga­da à Ca­sa Bran­ca.

A cons­tru­ção re­ce­beu a luz ver­de do Con­gres­so nor­te­a­me­ri­ca­no em Ja­nei­ro de 2015, mas o Pre­si­den­te Ba­rack Oba­ma ve­tou es­sa de­ci­são um mês de­pois, nu­ma al­tu­ra em que a Ca­sa Bran­ca se con­cen­tra­va na as­si­na­tu­ra do Acor­do de Pa­ris. O Pre­si­den­te Do­nald Trump re­ver­teu a de­ci­são do seu an­te­ces­sor ape­nas dois di­as de­pois de ter che­ga­do à Ca­sa Bran­ca, em Ja­nei­ro de 2017.

Ago­ra, a pou­cos me­ses da da­ta pre­vis­ta pa­ra o ar­ran­que da cons­tru­ção, um juiz veio di­zer que a Ad­mi­nis­tra­ção Trump “des­car­tou fac­tos re­la­ci­o­na­dos com as al­te­ra­ções cli­má­ti­cas pa­ra jus­ti­fi­car a re­ver­são”.

Na prá­ti­ca, o juiz Bri­an Mor­ris sus­pen­deu a cons­tru­ção do ole­o­du­to e obri­gou o Go­ver­no nor­te-ame­ri­ca­no a re­a­va­li­ar os es­tu­dos pa­ra me­dir os seus im­pac­tos so­bre as al­te­ra­ções cli­má­ti­cas, es­pé­ci­es em pe­ri­go e sí­ti­os com re­le­vân­cia pa­ra as tri­bos ín­di­as.

Se­gun­do o juiz, o De­par­ta­men­to de Es­ta­do “não ana­li­sou as emis­sões cu­mu­la­ti­vas de ga­ses com efei­to de estufa” pro­vo­ca­das pe­la ex­pan­são de ou­tro ole­o­du­to, o Al­ber­ta Clip­per; de­ci­diu a par­tir de “in­for­ma­ção in­com­ple­ta” so­bre “po­ten­ci­ais da­nos pa­ra os re­cur­sos cul­tu­rais em ter­ri­tó­rio das tri­bos ín­di­as”; e, aci­ma de tu­do, não ex­pli­cou a sua de­ci­são com ba­se em fac­tos.

“Uma agên­cia não po­de des­car­tar de­ter­mi­na­ções fac­tu­ais in­con­ve­ni­en­tes que fez no pas­sa­do, co­mo tam­bém não po­de ig­no­rar fac­tos in­con­ve­ni­en­tes no pre­sen­te”, dis­se o juiz Bri­an Mor­ris.

Uma das ad­vo­ga­das do gru­po Na­tu­ral Re­sour­ces De­fen­se Coun­cil, Jac­kie Pran­ge, dis­se ao jor­nal New York Ti­mes que a de­ci­são é “uma enor­me vi­tó­ria” pa­ra o am­bi­en­te e pa­ra as tri­bos ín­di­as, mas tam­bém pa­ra “quem se in­te­res­sa pe­lo pri­ma­do da lei e quem ten­ta con­fron­tar es­ta Ad­mi­nis­tra­ção com fac­tos”.

A.M.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.