Mais tes­te­mu­nhos con­tra­di­zem em tri­bu­nal ver­são de agen­tes da es­qua­dra de Al­fra­gi­de

Lo­cal da de­ten­ção de jo­vem le­va­do pa­ra es­qua­dra on­de te­rão acon­te­ci­do agres­sões ra­cis­tas é cru­ci­al

Edição Público Porto - - SOCIEDADE - Joana Gor­jão Hen­ri­ques

Já são oi­to os de­poi­men­tos que si­tu­am os acon­te­ci­men­tos do dia 5 de Fe­ve­rei­ro de 2015 na Rua do Moi­nho, no Bair­ro da Co­va da Mou­ra, ou se­ja, num lu­gar di­fe­ren­te daquele que foi re­gis­ta­do pe­los 17 agen­tes da PSP acu­sa­dos pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co de fal­si­fi­ca­ção de au­to, tor­tu­ra e ra­cis­mo.

Nin­guém até ago­ra, à ex­cep­ção dos agen­tes, re­fe­riu qualquer epi­só­dio na Ave­ni­da da Re­pú­bli­ca, lo­cal on­de di­zem que Bru­no Lo­pes ati­rou pe­dras à sua carrinha.

An­tes das fé­ri­as ju­di­ci­ais, Bru­no Lo­pes fa­lou da vi­o­lên­cia fí­si­ca e ver­bal exer­ci­da pe­los po­lí­ci­as so­bre si quan­do o de­ti­ve­ram; ou­tra jo­vem, Jail­za Sousa, dis­se ter sido atin­gi­da por uma ba­la de bor­ra- cha na sua va­ran­da; e uma ter­cei­ra tes­te­mu­nha, Neu­za Correia, re­fe­riu tam­bém ter sido atin­gi­da de ras­pão por uma ba­la, am­bas dis­pa­ra­das pe­la po­lí­cia. Es­ta se­ma­na, mais cin­co pes­so­as foram con­tar ver­sões idên­ti­cas ao Tri­bu­nal de Sintra.

Lei­la Correia, que ia com a ir­mã Neu­za a pas­sar quan­do viu Bru­no Lo­pes a ser de­ti­do, tem a cer­te­za que os agen­tes ba­te­ram no jo­vem com so­cos e pontapés en­quan­to es­te es­ta­va en­cos­ta­do a uma pa­re­de. De­pois de um de­les ter dis­pa­ra­do um ti­ro de ba­la de bor­ra­cha con­tra si, a ir­mã e a ami­ga, atin­gin­do de ras­pão a ca­ra da ir­mã, fu­gi­ram pa­ra uma oficina, na mes­ma rua, e só sai­ri­am mais tar­de, con­tou. Tam­bém Zul­mi­ra Co­e­lho, con­ta­bi­lis­ta na As­so­ci­a­ção Moi­nho da Ju­ven­tu­de até ao fi­nal de Ja­nei­ro, dis­se ter vis­to Bru­no Lo­pes a ser re­vis­ta­do e en­cos­ta­do à pa­re­de na­que­le lo­cal, sem ofe­re­cer re­sis­tên­cia; em 2015 con­tou à Judiciária ter pre­sen­ci­a­do as agres­sões, mas ago­ra afir­ma já não se re­cor­dar dis­so.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.