Pla­no pa­ra tor­nar ca­sas mais efi­ci­en­tes fa­lhou em to­da a li­nha

Pro­gra­ma Ca­sa Efi­ci­en­te ti­nha 200 mi­lhões pa­ra fi­nan­ci­ar obras, mas só em­pres­tou 300 mil • Go­ver­no cul­pa ban­ca pe­lo fra­cas­so • Com­prar car­ro a cré­di­to é mais ba­ra­to do que fa­zer obras em ca­sa

Edição Público Porto - - PRIMEIRA PÀGINA -

OBan­co Eu­ro­peu de In­ves­ti­men­tos (BEI) pre­pa­ra-se pa­ra as­si­nar acor­dos com ou­tros ban­cos a ope­rar em Portugal, pa­ra em­pres­tar mais 30 mi­lhões de eu­ros, com­ple­tan­do os 100 mi­lhões de eu­ros que a ins­ti­tui­ção se com­pro­me­teu a as­se­gu­rar no âm­bi­to do pro­gra­ma Ca­sa Efi­ci­en­te, apu­rou o PÚ­BLI­CO. Até ago­ra, fo­ram con­ce­di­dos 70 mi­lhões de eu­ros de em­prés­ti­mos, em con­di­ções mais van­ta­jo­sas do que as de mer­ca­do às três ins­ti­tui­ções ade­ren­tes. A CGD e o Mil­len­nium BCP re­ce­be­ram 25 mi­lhões de eu­ros ca­da um, mon­tan­te que as du­as ins­ti­tui­ções du­pli­ca­ram com cré­di­to pró­prio.

Ao No­vo Ban­co, o BEI em­pres­tou 15 mi­lhões de eu­ros, que o ban­co du­pli­cou pa­ra 30 mi­lhões, mas até ao mo­men­to es­ta ins­ti­tui­ção ain­da não disponibilizou pro­du­tos de cré­di­to es­pe­cí­fi­cos. O fi­nan­ci­a­men­to do BEI des­ti­na-se es­pe­ci­fi­ca­men­te a fi­nan­ci­ar pro­jec­tos apre­sen­ta­dos atra­vés do por­tal Ca­sa Efi­ci­en­te, que de­ter­mi­na­rá as des­pe­sas ele­gí­veis. Os em­prés­ti­mos en­tre­tan­tos con­tra­ta­dos pe­los par­ti­cu­la­res se­rão re­por­ta­dos ao ban­co eu­ro­peu, que fa­rá con­tro­lo re­gu­lar da sua exe­cu­ção, no­me­a­da­men­te jun­to do Go­ver­no por­tu­guês.

O cré­di­to que não for uti­li­za­do no âm­bi­to do pro­to­co­lo te­rá de ser can­ce­la­do, ou de­vol­vi­do, se já ti­ver si­do li­ber­ta­do pe­lo BEI. Uma das con­di­ções im­pos­tas pe­lo BEI é a de que a ta­xa de ju­ros dos em­prés­ti­mos a con­ce­der aos par­ti­cu­la­res te­nham uma bo­ni­fi­ca­ção de 0,25% no spre­ad, ou mar­gem co­mer­ci­al do ban­co, “des­con­to“que tem pou­ca ex­pres­são nas con­di­ções que os ban­cos es­tão a apre­sen­tar aos cli­en­tes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.