A his­tó­ria do quei­jo ver­de

GQ (Portugal) - - Culto Curiosidad­es -

Nos di­as que cor­rem, não pre­ci­sa­mos de di­zer a nin­guém que a Lua não é fei­ta de quei­jo ver­de – mas nem sem­pre foi as­sim. Tu­do co­me­çou com uma cons­tru­ção sa­tí­ri­ca do po­e­ta John Heywo­od, on­de se lia: “Ye fet­ch cir­cum­qua­ques to ma­ke me be­li­e­ve/Or thin­ke, that the mo­o­ne is ma­de of gre­e­ne che­e­se.” Es­sen­ci­al­men­te, aqui­lo que o po­e­ta queria trans­mi­tir era a ideia de que al­guém es­ta­va a ten­tar per­su­a­di-lo a acre­di­tar em men­ti­ras, mas al­gu­mas pes­so­as le­va­ram as pa­la­vras de­le de­ma­si­a­do à le­tra. Em 1902, um es­tu­do publicado no Ame­ri­can Jour­nal of Psy­cho­logy re­ve­lou que al­gu­mas cri­an­ças acre­di­ta­vam que a Lua era, efe­ti­va­men­te, fei­ta de quei­jo – uma pi­a­da re­cu­pe­ra­da pe­la NA­SA no Dia das Men­ti­ras em 2002, pu­bli­can­do uma ima­gem da Lua com uma da­ta de va­li­da­de.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.