TALK EMO­JI TO ME

GQ (Portugal) - - Linguagem -

À pri­mei­ra vis­ta, os emo­jis sur­gi­ram pa­ra dar às men­sa­gens es­cri­tas a nu­an­ce emo­ci­o­nal que não con­se­gui­mos pas­sar só com le­tras. E até po­dia pa­re­cer que o di­ci­o­ná­rio de emo­jis não se­ria com­pli­ca­do de ex­pli­car e de per­ce­ber. Emo­ji ca­sa quer di­zer ca­sa. Emo­ji de bo­ca aber­ta quer di­zer sur­pre­sa, cho­que. Mas en­tre mais de 3 mil íco­nes, o que não fal­ta é es­pa­ço pa­ra a ima­gi­na­ção. Um ar­ti­go pu­bli­ca­do na Emo­ji­pe­dia em de­zem­bro de 2016 dá con­ta de um tu­mul­to nas re­des sociais de­pois de a Ap­ple anun­ci­ar que ia al­te­rar o emo­ji do pês­se­go pa­ra se pa­re­cer mais com fru­ta. Mas por­que é que a In­ter­net não gos­tou da ideia? Por­que, ao que pa­re­ce, mui­to pou­cas pes­so­as usam o pês­se­go pa­ra se re­fe­rir a fru­ta. A Emo­ji­pe­dia re­co­lheu 1.618 twe­ets, pu­bli­ca­dos ao lon­go de 12 ho­ras, aca­ban­do por ana­li­sar uma amos­tra de 571 twe­ets. Ao que pa­re­ce, 7% fa­lam de pês­se­gos, 33% uti­li­zam o pês­se­go pa­ra subs­ti­tuir “ra­bo” e em 27% das ve­zes tem co­no­ta­ção se­xu­al. É mui­ta fru­ta.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.