A CUL­PA É DO AL­GO­RIT­MO

GQ (Portugal) - - Debate -

En­tre os mi­lha­res de mi­lhões de twe­ets e posts, só po­de­mos ser ex­pos­tos a uma par­te do que se pas­sa na web. E são as pró­pri­as pla­ta­for­mas as res­pon­sá­veis por cri­ar o al­go­rit­mo que de­ci­de co­mo se­rá ca­da fe­ed, com o ob­je­ti­vo de po­ten­ci­ar ao má­xi­mo a nos­sa in­te­ra­ção com as pu­bli­ca­ções. O que acon­te­ce é que posts que de­sen­ca­dei­am uma res­pos­ta emo­ci­o­nal – e a rai­va é bas­tan­te emo­ci­o­nal – atra­em aten­ção. O efei­to bo­la de ne­ve começa com uma pes­soa zan­ga­da que atrai­rá a aten­ção de ou­tras pes­so­as. O al­go­rit­mo só tem de as pôr no mes­mo fe­ed pa­ra co­me­çar o mo­vi­men­to e a cai­xa de res­so­nân­cia tra­ta de fa­zer pa­re­cer que, de fac­to, a opi­nião de to­da a co­mu­ni­da­de é igual e que aque­la si­tu­a­ção é gra­vís­si­ma ao pon­to de me­re­cer um can­ce­la­men­to co­le­ti­vo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.