Ex­pan­são do metro vai re­du­zir tem­pos de es­pe­ra

Tem­po de pa­ra­gem nas es­ta­ções di­mi­nui em até um terço. Im­pac­to so­ci­o­e­co­nó­mi­co da no­va li­nha cir­cu­lar em Lis­boa é de 161 milhões.

Jornal de Negócios - - PRIMEIRA PÁGINA - MA­RIA JOÃO BABO

Aex­pan­são da re­de do me­tro­po­li­ta­no de Lis­boa vai ter efei­tos na me­lho­ria da ofer­ta atra­vés de uma re­du­ção do in­ter­va­lo en­tre com­boi­os nas vá­ri­as li­nhas, apon­ta o es­tu­do de im­pac­te am­bi­en­tal do pro­jec­to de pro­lon­ga­men­to da es­ta­ção do Ra­to à do Cais do So­dré, que cri­a­rá a no­va li­nha cir­cu­lar.

“Os tem­pos de es­pe­ra pe­los com­boi­os – que em mé­dia são me­ta­de do in­ter­va­lo en­tre com­boi­os – vão-se al­te­rar tan­to pa­ra o período de pon­ta da ma­nhã co­mo pa­ra o cor­po de dia”, é re­fe­ri­do no do­cu­men­to que vai es­tar em con­sul­ta pú­bli­ca até 22 de Agos­to. Co­mo sa­li­en­ta, os tem­pos mé­di­os de es­pe­ra irão ser in­fe­ri­o­res em to­dos os ca­sos, ex­cep­to na li­nha ver­me­lha, no período de pon­ta da ma­nhã, que se irá man­ter.

A re­du­ção, é re­fe­ri­do, po­de che­gar no período de pon­ta da ma­nhã aos 53 se­gun­dos e no cor­po do dia a um mi­nu­to e 27 se­gun­dos (o que equi­va­le a um terço do tem­po ac­tu­al).

O do­cu­men­to re­cor­da que na li­nha verde cir­cu­lar os tem­pos de per­cur­so en­tre as es­ta­ções já exis­ten­tes irão “re­du­zir um pou­co, da­do que o comboio irá cir­cu­lar com uma ve­lo­ci­da­de má­xi­ma de 60 km/ho­ra, em vez da ac­tu­al ve­lo­ci­da­de de 45 km/ho­ra”.

O in­ter­va­lo en­tre com­boi­os a cir­cu­lar na futura li­nha será de 3 mi­nu­tos e 50 se­gun­dos, “di­men­si­o­na- do de acor­do com a car­ga es­ti­ma­da pa­ra o tro­ço mais car­re­ga­do da re­de, En­tre­cam­pos-Cam­po Pe­que­no, no período de pon­ta da ma­nhã, em vez dos 5 mi­nu­tos e 5 se­gun­dos na li­nha de que faz par­te es­te tro­ço”, ex­pli­ca o es­tu­do. Tam­bém o in­ter­va­lo en­tre com­boi­os na li­nha Azul, com o acrés­ci­mo es­ti­ma­do de pro­cu­ra na re­de, “re­du­zi­rá de 5 mi­nu­tos e 45 se­gun­do pa­ra 4 mi­nu­tos no período de pon­ta da ma­nhã”. Já na li­nha Ver­me­lha, ha­ve­rá uma pe­que­na re­du­ção do in­ter­va­lo en­tre com­boi­os no cor­po do dia. E na futura li­nha ama­re­la es­se in­ter­va­lo re­du­zi­rá 50 se­gun­dos no período da ma­nhã, sen­do tam­bém no cor­po do dia “mui­to be­ne­fi­ci­a­do”. O es­tu­do sa­li­en­ta que de­vi­do ao mai­or mo­vi­men­to de pas­sa­gei­ros na ac­tu­al li­nha ama­re­la “se si­tu­ar en­tre Ra­to e Cam­po Gran­de, ge­ral­men­te a li­nha é ex­plo­ra­da com com­boi­os al­ter­na­dos até Odi­ve­las e até Cam­po Gran­de, o que dei­xa­rá de acon­te­cer”.

47% ga­nham frequên­cia e re­du­zem trans­bor­dos

De acor­do com o es­tu­do, da população re­si­den­te glo­bal da Área Me­tro­po­li­ta­na de Lis­boa po­ten­ci­al­men­te abran­gi­da pe­la al­te­ra­ção do metro, num to­tal de 402.493 pes­so­as, 47,2% per­ten­ce ao gru­po que apre­sen­ta um ga­nho de frequên­cia e di­mi­nui­ção de trans­bor­dos, 47,2% ao gru­po que apre­sen­ta um ga­nho de frequên­cia e op­ções de en­tra­da e 5,6% apre­sen­ta um ga­nho de frequên­cia em pa­ra­le­lo com o au­men­to de trans­bor­dos.

O do­cu­men­to con­clui que a op­ção pe­la li­nha cir­cu­lar, fa­ce à ma­nu­ten­ção das du­as li­nhas in­de­pen­den­tes, vai per­mi­tir um ga­nho de 8.932.833 no­vos pas­sa­gei­ros na re­de fa­ce ao exis­ten­te, o que ele­va­rá a que no período de 30 anos de ope­ra­ção se­jam cap­ta­dos mais cer­ca de 318 milhões de pas­sa­gei­ros.

O es­tu­do sa­li­en­ta ain­da o fac­to des­te pro­lon­ga­men­to da re­de, além de ser­vir mais população, tam­bém “pro­por­ci­o­nar um me­lhor ser­vi­ço”. Su­bli­nha que os efei­tos ne­ga­ti­vos que o pro­jec­to im­pli­ca­rá na fa­se de cons­tru­ção (ruí­do, po­ei­ras/po­lu­en­tes at­mos­fé­ri­cos emi­ti­dos pe­las vi­a­tu­ras e má­qui­nas afec­tas à obra e afec­ta­ção do sis­te­ma de mo­bi­li­da­de) ter­mi­nam na fa­se de ex­plo­ra­ção, re­al­çan­do que a re­du­ção da cir­cu­la­ção au­to­mó­vel é “um dos prin­ci­pais be­ne­fí­ci­os ambientais do pro­jec­to”.

O metro de Lis­boa vai in­ves­tir 110 milhões

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.