Li­ga Han­seá­ti­ca Dis­cí­pu­los da or­to­do­xia ale­mã

Jornal de Negócios - - ANÁLISE -

In­for­mal­men­te li­de­ra­da pe­la Ho­lan­da e cons­ti­tuí­da por ou­tros 11 Es­ta­dos-mem­bros (en­tre os quais a Áus­tria, a Fin­lân­dia, a Di­na­mar­ca ou a Ir­lan­da), a au­to-in­ti­tu­la­da no­va Li­ga Han­seá­ti­ca deu-se a co­nhe­cer de­pois do último Eu­ro­gru­po. Fê-lo as­su­min­do-se co­mo con­tra­po­der ao ei­xo fran­co-ale­mão que, em Me­se­berg, acor­dou uma po­si­ção con­jun­ta com pro­pos­tas de apro­fun­da­men­to da união eco­nó­mi­ca e mo­ne­tá­ria, co­mo a cri­a­ção de um or­ça­men­to co­mum pa­ra a mo­e­da úni­ca eu­ro­peia. Adep­tos da dis­ci­pli­na or­ça­men­tal, ci­o­sos fiéis da or­to­do­xia ale­mã na ges­tão das con­tas pú­bli­cas e con­trá­ri­os à ideia de uma união de trans­fe­rên­ci­as, estes no­vos ali­a­dos ar­gu­men­tam que o or­ça­men­to pro­pos­to por An­ge­la Mer­kel e Em­ma­nu­el Ma­cron pa­ra fi­nan­ci­ar in­ves­ti­men­tos no blo­co do eu­ro e con­ter os efei­tos pro­vo­ca­dos por cho­ques as­si­mé­tri­cos é des­pi­ci­en­do. Pe­lo con­trá­rio, de­fen­dem que a Zo­na Eu­ro já dis­põe dos ins­tru­men­tos ne­ces­sá­ri­os. Es­te gru­po, que integra paí­ses-mem­bros e não-mem­bros do eu­ro, não cons­ti­tui uma ameaça ou for­ça con­trá­ria à co­e­são no âm­bi­to da União, mas con­di­ci­o­na e li­mi­ta o re­for­ço da in­te­gra­ção da mo­e­da úni­ca.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.