EMMANUEL MACRON

A CARRUAGEM

Jornal de Negócios - - PRIMEIRA LINHA -

O Go­ver­no fran­cês foi obri­ga­do a re­cu­ar na de­ci­são de au­men­tar os im­pos­tos so­bre os com­bus­tí­veis após as ma­ni­fes­ta­ções, em al­guns ca­sos vi­o­len­tas, dos cha­ma­dos “co­le­tes ama­re­los”. Eu­fe­mis­ti­ca­men­te, o ar­gu­men­to foi que se tra­ta de uma sus­pen­são, mas na re­a­li­da­de tra­ta-se de uma der­ro­ta pe­sa­da, que deu las­tro ao sur­gi­men­to de ou­tros mo­vi­men­tos de con­tes­ta­ção co­mo os dos es­tu­dan­tes. Em po­lí­ti­ca, pi­or do que não de­ci­dir é fa­zê-lo e de­pois re­cu­ar. Nes­te con­tex­to, o Pre­si­den­te de Fran­ça trans­for­mou-se nu­ma es­pé­cie de “sit­ting duck”, uma con­di­ção que cos­tu­ma ser ir­re­ver­sí­vel.

Dis­túr­bio Fu­ga

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.