AL­GAS E PEI­XE SE­CO

Jornal de Notícias - JN + Evasões - - RESTAURANTES -

Qu­an­do Lázaro Sil­va era miú­do, a se­ca do pei­xe fa­zia par­te da fai­na, no por­to de Vi­la da Praia. Al­gu­res nos anos 1960, a tra­di­ção mor­reu, mas es­te pes­ca­dor fei­to ho­mem de ne­gó­ci­os de­ci­diu tra­zê-la de vol­ta há cin­co anos. A AS­SO­CI­A­ÇÃO DE PES­CA­DO­RES

GRA­CI­O­SEN­SE, da qual é pre­si­den­te, in­ves­tiu em câ­ma­ras de se­ca­gem, e des­de en­tão com­pra as es­pé­ci­es de me­nor va­lor co­mer­ci­al (ve­ja, ca­ra­pau, bi­cu­da, ca­va­la, con­gro) pa­ra fa­zer uma con­ser­va se­me­lhan­te ao ba­ca­lhau, cu­ja prin­ci­pal fi­na­li­da­de é a ex­por­ta­ção. Me­nor des­per­dí­cio, re­cu­pe­ra­ção da tra­di­ção, me­lhor re­mu­ne­ra­ção dos pes­ca­do­res: por ano, são se­cas 4 a 5 to­ne­la­das de pei­xe, a que se so­mam 700 to­ne­la­das de al­gas, co­lhi­das em to­do o ar­qui­pé­la­go, pa­ra ven­da às in­dus­tri­as far­ma­cêu­ti­ca e cos­mé­ti­ca.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.