PA­RA OS GINÁSIOS, EM FORÇA

Jornal de Notícias - JN + Noticias Magazine - - Alma-naque -

Em se­tem­bro dis­pa­ram as en­tra­das nos ginásios, pa­ra lim­par do cor­po os pos­sí­veis ex­ces­sos das fé­ri­as. Há quem ajus­te o exer­cí­cio à dis­po­ni­bi­li­da­de dos alu­nos, e não fal­tam ses­sões ao ar li­vre pa­ra apro­vei­tar o es­ter­tor do ve­rão. Mas con­vém não re­en­trar na ro­ti­na da gi­nás­ti­ca com so­fre­gui­dão. Num país pe­ri­go­sa­men­te se­den­tá­rio, a jor­na­lis­ta Cláu­dia Pin­to ra­di­o­gra­fa as ten­dên­ci­as da tem­po­ra­da com a aju­da de um di­re­tor de ginásios, uma pro­fes­so­ra e um trei­na­dor pes­so­al.

Os di­as de descanso ter­mi­na­ram. O cor­po pre­ci­sa de vol­tar ao tra­ba­lho, à lo­gís­ti­ca fa­mi­li­ar, ao exer­cí­cio. Pa­ra quem pra­ti­ca uma ati­vi­da­de re­gu­lar den­tro ou fo­ra de um gi­ná­sio, nem sem­pre é fá­cil re­to­mar há­bi­tos mas, com os de­vi­dos cui­da­dos, a saú­de agra­de­ce.

Oce­ná­rio re­pe­te-se to­dos os anos. Du­ran­te agos­to, a afluên­cia ao gi­ná­sio di­mi­nui,

o nú­me­ro de au­las dis­po­ní­veis é me­nor e é fre­quen­te sus­pen­der-se a ati­vi­da­de por um mês. É tem­po de apro­vei­tar as fé­ri­as e os mo­men­tos em fa­mí­lia ou com ami­gos. No sen­ti­do opos­to, em se­tem­bro, re­to­mam-se as ro­ti­nas, re­co­me­çam as au­las, re­gres­sa-se ao tra­ba­lho.

Pe­dro Do­res, di­re­tor ge­ral da re­de de ginásios Pe­o­ple Fa­mily Club, em Sin­tra (a co­me­mo­rar dez anos de ati­vi­da­de em no­vem­bro) e em Ma­fra (inau­gu­ra­do em abril de 2017) tem nú­me­ros que com­pro­vam que es­te mês é o mais for­te em ter­mos de ins­cri­ções ou reins­cri­ções. “Nos úl­ti­mos anos, a con­cor­rên­cia au­men­tou com a aber­tu­ra de mui­tos ginásios mas as pes­so­as tam­bém es­tão mais sen­sí­veis pa­ra a prá­ti­ca de ati­vi­da­de fí­si­ca e, fe­liz­men­te, te­mos vin­do a cres­cer no nú­me­ro de pra­ti­can­tes”, afir­ma.

Ain­da que a épo­ca que an­te­ci­pa o ve­rão se­ja mo­ti­va­do­ra pa­ra a de­ci­são de ini­ci­ar uma ati­vi­da­de no gi­ná­sio, é em se­tem­bro que o re­gres­so às prá­ti­cas as­su­me mai­or força. De­pois de um pe­río­do de descanso, de “es­tra­gos” tí­pi­cos das fé­ri­as, de di­as de la­zer e des­con­tra­ção, vol­tar à ro­ti­na do gi­ná­sio po­de ser de­sa­fi­an­te. “Os que es­tão afas­ta­dos mais tem­po e não trei­na­ram du­ran­te as fé­ri­as vol­tam com mai­or re­sis­tên­cia, me­nos mo­bi­li­da­de e mai­or ri­gi­dez ar­ti­cu­lar e mus­cu­lar”, sa­li­en­ta Te­re­sa Vi­a­na, pro­fes­so­ra de io­ga no Hol­mes Pla­ce (HP) da Quin­ta da Fon­te, em Oei­ras, no HP Amo­rei­ras e no HP Mi­ra­flo­res. Co­mo tal, re­co­men­da-se pon­de­ra­ção e cal­ma. Se já ti­nha um bom rit­mo an­tes mas es­te­ve pa­ra­do, não va­le a pe­na fa­zer du­as a três au­las de uma vez só. “No re­co­me­ço, acon­se­lho uma to­ma­da de cons­ci­ên­cia da re­sis­tên­cia que te­mos. É pre­fe­rí­vel re­to­mar au­las que já es­ta­vam ha­bi­tu­a­dos a fre­quen­tar e in­ter­va­la­rem com pau­sas de um a dois di­as nos pri­mei­ros tem­pos.”

O cor­po pre­ci­sa de uma re­a­dap­ta­ção após as fé­ri­as. É es­sen­ci­al que os professores oi­çam os alu­nos, sai­bam quais as su­as li­mi­ta­ções fí­si­cas, que ob­je­ti­vos têm com o trei­no e pro­po­nham um pla­no de exer­cí­ci­os ajus­ta­do e per­so­na­li­za­do. “Ob­vi­a­men­te que, após uma au­sên­cia pro­lon­ga­da, há que su­ge­rir uma mo­da­li­da­de com exer­cí­ci­os mo­de­ra­dos e ir au­men­tan­do a in­ten­si­da­de com o tem­po. Ca­so con­trá­rio, é mais fá­cil des­mo­ti­var e de­sis­tir”, su­bli­nha Pe­dro Do­res. Es­ta é uma men­sa­gem pas­sa­da re­cor­ren­te­men­te aos professores dos ginásios que di­ri­ge. “Há que per­ce­ber as mo­ti­va­ções de ca­da alu­no e per­so­na­li­zar um pla­no de trei­no. Su­ge­ri­mos tam­bém que as pes­so­as di­ver­si­fi­quem as au­las. Ir ao gi­ná­sio tem de ser pra­ze­ro­so.” De­pen­den­do do rit­mo e da dis­ci­pli­na de ca­da pes­soa, po­de de­mo­rar um a dois me­ses até que sin­ta que vol­tou à ati­vi­da­de que é con­si­de­ra­da nor­mal pa­ra si. “O tem­po de descanso e uma ali­men­ta­ção sau­dá­vel são tam­bém im­por­tan­tes nes­te pro­ces­so”, de­fen­de Te­re­sa Vi­a­na.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.