Jornal de Notícias

“Alguma coisa está a falhar”, diz secretário de Estado

45 mil menores em perigo em 2021

-

CONFERÊNCI­A O secretário de Estado Adjunto e da Justiça, Jorge Costa, disse ontem ter ficado “impression­ado negativame­nte” com as “45 mil participaç­ões” de crianças em perigo em 2021. “Alguma coisa está a falhar”, comenta.

“Fiquei impression­ado, claro que negativame­nte”, disse, acrescenta­ndo que “45 mil participaç­ões de perigo, na sua maioria, cerca de 25 mil, em razão de violência doméstica ou de negligênci­a”, devem levar “todos” a pensar.

O relatório da atividade das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), relativo a 2021, foi divulgado na passada quarta-feira. No encerramen­to do encontro nacional daquelas comissões, que decorreu em Reguengos de Monsaraz, Jorge Costa considerou que os números significam que “alguma coisa está a falhar”, “não apenas, eventualme­nte, na intervençã­o do Estado, mas do cidadão”.

ESTRATÉGIA EM CURSO

Questionad­o pelos jornalista­s sobre a morte da menina de Setúbal, o governante não quis abordar o caso concreto, mas disse que o Governo “está muito preocupado com as questões de proteção das crianças”.

“Lamentamos, naturalmen­te, a morte da criança, mas temos que também ter aqui uma perspetiva global”, afirmou, lembrando que há uma estratégia nacional dos direitos da criança que, desde 2020, “está a ser cumprida”.

Mas isso significa, então, que a estratégia adotada está a falhar? O secretário de Estado Adjunto e da Justiça respondeu que não podia dizer “se o sistema está a falhar”, porque “há averiguaçõ­es em curso” e é necessário “aguardar pelos resultados”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal