Jornal de Notícias

Celebrados vinte anos de casamento com Joana

Presidente do F. C. Porto tem na mulher um dos principais pilares da estabilida­de. Casal cumpriu ontem as bodas de porcelana

- Sara Oliveira pessoas@jn.pt

UNIÃO Numa fase desafiante, após ter assumido a presidênci­a do F. C. Porto, André Villas-Boas teve, ontem, bons motivos para celebrar, pois completou 20 anos de casamento com Joana de Ornelas Teixeira, que adotou o seu apelido.

O casal é muito unido e isso nota-se nos momentos-chave, a maioria das vezes longe dos olhares públicos, até porque o ex-treinador está afastado das redes sociais. Até há pouco tempo era, sem filtros, que ele declarava o seu amor à mulher com quem subiu ao altar a 19 de junho de 2004.

Aliás, nos anos anteriores, Villas-Boas sempre assinalou a data com publicaçõe­s no Instagram. Desta vez, não houve manifestaç­ão pública por ter eliminado o seu perfil após ser eleito presidente dos azuis e brancos, no final de abril.

“De rapariga e rapaz; para mulher e marido; para mãe e pai e para o futuro. Dezanove anos juntos com muitas mais revoluções por vir”, escreveu André em 2023, quando era já apontado como possível adversário de Pinto da Costa nas eleições que venceu.

No papel de primeira-dama do F. C. Porto, Joana surge nos momentos certos, sem ofuscar o marido, como se viu na noite em que ele foi eleito e na final da Taça de Portugal, no Jamor.

VIDA EM FAMÍLIA

André e Joana Villas-Boas têm três filhos, Benedita, de 14 anos, Carolina, de 13, e Frederico, de nove, com quem gostam de viajar. Já viveram no Reino Unido, quando ele treinou o Chelsea e o Tottenham, e na China, onde orientou o Shangai SIPG.

Em 2012, quando ganhou o segundo Globo de Ouro, dessa vez como melhor treinador do ano, André dedicou-o à companheir­a, a quem também elogiou. “São pessoas que estão por trás da nossa vida profission­al e que nos apoiam. Têm de tolerar muito da nossa angústia e é justo que partilhem connosco estes momentos. Ela é a melhor amiga, é a minha mulher”, confessou. Na altura, sublinhou ainda a importânci­a dos momentos a dois, garantindo tentar “ser romântico, com coisas que não podem ser reveladas aqui”. “Cada um improvisa à sua maneira”, acrescento­u.

Enquanto teve perfil no Instagram, era possível testemunha­r o romantismo. Aconteceu, por exemplo, em dezembro, pelo aniversári­o de Joana. “Que o nosso amor perpetue esta data por muitos mais anos para o podermos viver em família, união e com alegria que sempre nos proporcion­as”, declarou, sem defender sentimento­s.

 ?? ??
 ?? ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal