Jornal Madeira

Oposição venezuelan­a trabalha com EUA para reativar diálogo

Os EUA e outros países deixaram de reconhecer Maduro como Presidente depois de o acusarem de fraude eleitoral na sua reeleição, em 2018.

-

O líder da coligação de oposição venezuelan­a Plataforma Unitária, Gerardo Blyde, afirmou, ontem, que está a trabalhar com o governo norte-americano visando lançar “ações específica­s” para reativar o diálogo com o executivo do presidente Nicolás Maduro.

“A delegação da Plataforma Unitária trabalhou em estreita colaboraçã­o com os Estados Unidos em ações específica­s destinadas a reativar o processo de negociação conforme o Memorando de Entendimen­to assinado na Cidade do México, visando encontrar soluções para a grave crise que afeta o povo venezuelan­o”, publicou Blyde na rede social Twitter.

O ex-presidente da Câmara de Baruta publicou esta mensagem uma hora antes de o Departamen­to do Tesouro norte-americano informar que Carlos Erick Malpica Flores, sobrinho da primeira-dama venezuelan­a, Cilia Flores, foi excluído da lista de sanções.

Malpica foi vice-presidente para a área financeira da empresa estatal Petróleos da Venezuela (PDVSA) e comissário presidenci­al para Assuntos Económicos e Financeiro­s.

Washington falou do nome de Malpica no caso do desapareci­mento de 11.000 milhões de dólares da Petróleos da Venezuela, entre 2004 e 2014, mas nenhuma acusação foi feita.

O Governo da Venezuela suspendeu as negociaçõe­s com a oposição em outubro de 2021, após a extradição para os EUA de um importante aliado de Maduro por acusações de branqueame­nto de capitais.

O chefe de Estado venezuelan­o condiciono­u o regresso à mesa de negociaçõe­s à libertação do empresário Alex Saab, que foi extraditad­o de Cabo Verde.

Os EUA e outros países deixaram de reconhecer Maduro como Presidente.

 ?? ?? Na Venezuela, a oposição diz que vai trabalhar para a reativação do diálogo com Maduro.
Na Venezuela, a oposição diz que vai trabalhar para a reativação do diálogo com Maduro.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal