Jornal Madeira

Porto Moniz contrata por mais de 200 mil euros

A Câmara Municipal do Porto Moniz contratou serviços de assessoria jurídica e de consultori­a financeira. Para o efeito, vai pagar cerca de 200 mil euros.

- Por Alberto Pita albertopit­a@jm-madeira.pt

A Câmara Municipal do Porto Moniz contratou este mês uma sociedade de advogados e uma consulta e auditora financeira por cerca de 100 mil euros, cada.

De acordo com documentos públicos que o JM consultou, um contrato data de 11 de maio e foi assinado com a AAMM – Abecassis, Moura Marques & Associados, Sociedade de Advogados, para a aquisição de serviços de assessoria, consultori­a jurídica e patrocínio judiciário.

O contrato custou aos cofres do município 100 mil euros, mais IVA, e vale pelo prazo de 259 dias. O contrato refere expressame­nte que o preço à hora é de 180 euros. A Câmara optou por fazer o contrato por ajuste direto e justificou a decisão com “a ausência de recursos próprios”.

Quatro dias depois, a 15 de maio, a Câmara Municipal assinou um outro contrato com a SFAI Portugal, Lda, uma consultora e auditora internacio­nal com representa­ção no Funchal.

O contrato no valor de 100.800 euros, acrescido de IVA, visa a aquisição de serviços de consultori­a de controlo interno e assessoria financeira. O prazo de execução de todas as prestações de serviços desta consultora é de 36 meses, ou seja, três anos.

Estes foram os dois contratos com maior verba este mês, mas não são os únicos. Além destes dois, o Município do Porto Moniz contratou ainda, por ajuste direto, a Diverfogo II para a aquisição de um sistema de extinção automática de incêndios, por 13.360,75 euros. Também por ajuste direto, o município liderado por Emanuel Câmara avançou para a compra de uma plotter [uma impressora que permite impressões em grande formato]. Para o efeito, vai pagar até 9.749 euros à Centralsto­re – Tecnologia­s de Informação, Lda.

 ?? ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal