O ME­LHOR DE DOIS MUNDOS

A so­fis­ti­ca­ção que o mun­do do sa­voir-fai­re exi­ge ho­je, ali­a­da às tra­di­ções da gé­ne­se da LOUIS VUIT­TON, faz do re­no­va­do es­pa­ço da mar­ca na Ave­ni­da da Li­ber­da­de um so­nho tor­na­do re­a­li­da­de.

Máxima - - Observatório - Ave­ni­da da Li­ber­da­de, 190, Lis­boa. De se­gun­da a quin­ta-fei­ra, das 10h00 às 19h00; sex­ta-fei­ra e sá­ba­do, das 10h00 às 20h00. Tel.: 21 358 43 20

Ao en­trar­mos no nú­me­ro 190 da Ave­ni­da da Li­ber­da­de, em Lis­boa, per­ce­be­mos que es­ta­mos na mo­ra­da de uma ca­sa tão es­pe­ci­al co­mo a sua His­tó­ria. Tra­ta-se do es­pa­ço, ago­ra re­no­va­do, da Louis Vuit­ton, mar­ca ine­ga­vel­men­te van­guar­dis­ta mas sem­pre fi­el aos seus va­lo­res. Ago­ra com um plus: ele­var a ex­pe­ri­ên­cia de com­pra a um ní­vel de lu­xo. Vi­si­tar a lo­ja é, tam­bém, des­co­brir a li­ga­ção da mai­son fran­ce­sa com o uni­ver­so da Ar­te, aqui ma­te­ri­a­li­za­do, por exem­plo, na pre­sen­ça de obras úni­cas, co­mo o qua­dro do ar­tis­ta por­tu­guês Jo­sé Luís Ne­to ou a pe­ça do alemão An­selm Rey­le. A mai­son cri­a­da em 1854 pa­ra fa­zer da ar­te de vi­a­jar um so­nho, alar­gou o seu le­que de pro­pos­tas de ar­ti­gos, in­ves­tin­do sem­pre um pou­co mais na qua­li­da­de, mas nun­ca dei­xan­do de re­gres­sar à he­ran­ça ar­te­sa­nal de lu­xo que mar­ca os pri­mór­di­os das idei­as ino­va­do­ras do se­nhor Louis Vuit­ton, em ple­no meio do sé­cu­lo XIX.

Pron­to-a-ves­tir, mar­ro­qui­na­ria, sa­pa­tos, fra­grân­ci­as, re­ló­gi­os, joalharia e aces­só­ri­os, pa­ra ho­mem e se­nho­ra, as­sim co­mo a co­lec­ção de gif­ting, são al­guns dos ele­men­tos na re­no­va­da lo­ja lis­bo­e­ta. São, ao mes­mo tem­po, pro­vas do quão alar­ga­do é o uni­ver­so de cri­a­ção da mar­ca, bem co­mo pe­que­nas gran­des ten­ta­ções que agu­çam o de­se­jo de le­var pa­ra ca­sa uma ou vá­ri­as pe­ças. E, por fa­lar em de­se­jo, é im­pos­sí­vel não sus­pi­rar pe­la co­lec­ção de Mu­lher, dis­po­ní­vel no pri­mei­ro pi­so, on­de foi co­lo­ca­da em lu­gar de (me­re­ci­do) des­ta­que a co­la­bo­ra­ção Louis Vuit­ton x Gra­ce Cod­ding­ton, mar­ca­da pe­la ins­pi­ra­ção ani­mal e pe­las ilus­tra­ções mi­nu­ci­o­sas na mar­ro­qui­na­ria. Mais à fren­te no es­pa­ço, aces­só­ri­os e per­fu­mes dis­pu­tam aten­ções com as pe­ças da co­lec­ção Crui­se 2019, que va­mos des­co­brin­do até ao fun­do da lo­ja, on­de se es­con­de uma di­vi­são pas­sí­vel de ser trans­for­ma­da em com­par­ti­men­to (qua­se) se­cre­to. É aí, com to­tal pri­va­ci­da­de, que a cli­en­te po­de op­tar por um aten­di­men­to par­ti­cu­lar, dis­po­ní­vel sob mar­ca­ção, na cer­te­za de que não só co­nhe­ce­rá as pro­pos­tas mais es­pe­ci­ais co­mo ex­pe­ri­men­ta­rá o pra­zer de, por ins­tan­tes, par­ti­lhar a ma­gia que as gran­des ca­sas sa­bem tão bem eter­ni­zar...

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.