RE­GE­NE­RA­ÇÃO NOC­TUR­NA

A en­tra­da num no­vo ano é a opor­tu­ni­da­de per­fei­ta pa­ra co­lo­car em prá­ti­ca as RE­SO­LU­ÇÕES: co­mer me­lhor, dor­mir mais, re­du­zir o stress e ter tem­po pa­ra tra­tar de si de­vem es­tar no to­po da lis­ta.

Máxima - - Pele -

Em mé­dia, ao lon­go da vi­da, es­ti­ma-se que pas­sa­mos um to­tal de 23 anos a dor­mir. Po­de pa­re­cer mui­to, mas é um nú­me­ro ame­a­ça­do, uma vez que, ac­tu­al­men­te, a ta­re­fa de equi­li­brar to­dos os com­pro­mis­sos fa­mi­li­a­res, so­ci­ais ou pro­fis­si­o­nais afec­ta sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te o ci­clo do so­no. A fra­ca qua­li­da­de de so­no é si­nó­ni­mo de vá­ri­os pro­ble­mas que es­tão as­so­ci­a­dos a dor­mir bem e du­ran­te o tem­po ne­ces­sá­rio. Vá­ri­as são as pes­so­as que afir­mam que dor­mir cin­co ou seis ho­ras é o su­fi­ci­en­te, des­co­nhe­cen­do que é al­ta­men­te pre­ju­di­ci­al pa­ra a qua­li­da­de da nos­sa pe­le, já que es­te fac­tor con­tri­bui pa­ra ace­le­rar o pro­ces­so de en­ve­lhe­ci­men­to.

Uma ex­pe­ri­ên­cia dos efei­tos de pri­va­ção de so­no le­va­da a ca­bo por uma jor­na­lis­ta in­gle­sa, Sa­rah Cla­mers, re­ve­lou re­sul­ta­dos vi­sí­veis a olho nu, no es­pa­ço de uma se­ma­na: tra­ços des­va­ne­ci­dos, tez ba­ça, ver­me­lhi­dão, po­ros di­la­ta­dos e uma apa­rên­cia en­ve­lhe­ci­da.

Du­ran­te a noi­te, a nos­sa pe­le es­tá fi­nal­men­te afas­ta­da dos agres­so­res ex­ter­nos a que es­tá ex­pos­ta du­ran­te o dia, sen­do por is­so um pe­río­do fun­da­men­tal pa­ra a re­pa­ra­ção e re­ge­ne­ra­ção ce­lu­lar. Na Ásia, as pri­mei­ras três ho­ras de so­no são con­si­de­ra­das as mais im­por­tan­tes pa­ra a pe­le, vis­to que es­sa tra­ba­lha mais in­ten­si­va­men­te das 23h às 4h, sen­do o pi­co da re­no­va­ção à 1h, ho­ra em que a mi­cro­cir­cu­la­ção au­men­ta e a pe­le es­tá mais per­meá­vel e re­cep­ti­va aos pro­du­tos apli­ca­dos ao dei­tar. Pa­ra po­ten­ci­ar es­te pro­ces­so na­tu­ral da pe­le, a Fi­lor­ga lan­çou a NCEF-NIGHT Mask, uma más­ca­ra de noi­te an­ti­fa­di­ga, pa­ra pe­les can­sa­das e des­vi­ta­li­za­das. Com uma fór­mu­la al­ta­men­te re­ge­ne­ra­do­ra, es­ta más­ca­ra pro­me­te pro­por­ci­o­nar à pe­le o equi­va­len­te a ho­ras de so­no. A sua fór­mu­la é ri­ca em in­gre­di­en­tes ac­ti­vos uti­li­za­dos em me­so­te­ra­pia, que pe­ne­tram na pe­le e pro­vo­cam uma re­ge­ne­ra­ção su­pe­rac­ti­va du­ran­te a noi­te. Com uma du­pla ac­ção, a NCEF-NIGHT Mask ac­tua não só na res­tau­ra­ção in­ten­si­va da qua­li­da­de da pe­le co­mo tam­bém na mul­ti­cor­rec­ção in­ten­si­va de ru­gas, fir­me­za e lu­mi­no­si­da­de.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.