MAR À VIS­TA

A CIERZO, mar­ca de ócu­los de sol do Ins­ti­tu­top­ti­co, le­va-nos nu­ma vi­a­gem até à cos­ta ma­rí­ti­ma por­tu­gue­sa. A no­va co­lec­ção é a pro­va de que es­te é o aces­só­rio que que­re­mos usar, já.

Máxima - - Moda Em Notícia -

Se em Ja­nei­ro, ple­no In­ver­no, es­tá­va­mos lon­ge de pen­sar nos con­cei­tos praia e mar, há mar­cas que nos re­lem­bra­ram que não há al­tu­ra do ano pa­ra ce­le­brar a ins­pi­ra­ção na zo­na cos­tei­ra. É o ca­so da Cierzo, mar­ca de ócu­los do Ins­ti­tu­top­ti­co, co­nhe­ci­da por ide­a­li­zar co­lec­ções te­má­ti­cas em que ca­da mo­de­lo as­su­me um no­me de um lu­gar, mo­nu­men­to ou rio por­tu­guês. A ins­pi­ra­ção das co­lec­ções da Cierzo é, ca­da vez mais, ba­se­a­da no li­to­ral e nas prai­as por­tu­gue­sas e a no­va co­lec­ção não é ex­cep­ção. “Pen­sá­mos em tra­zer a Cierzo 2019 ins­pi­ra­da num dos am­bi­en­tes que me­lhor de­fi­ne Por­tu­gal: as su­as ma­ra­vi­lho­sas prai­as. De Nor­te a Sul, os mo­de­los são ins­pi­ra­dos em prai­as de mai­or ou me­nor are­al, de ar­ri­bas al­tas ou du­nas, de um Atlân­ti­co mais ver­de ou mais azul”, ex­pli­ca Ve­ra Ve­lo­sa, ge­ren­te e res­pon­sá­vel pe­la área de Só­ci­os e Re­cur­sos Hu­ma­nos do Ins­ti­tu­top­ti­co. “Con­tex­tu­a­li­zá­mos a Cierzo 2019 num Por­tu­gal pe­que­no de di­men­são es­pa­ci­al, mas tão imen­so de be­le­za e di­ver­si­da­de”, re­fe­re ain­da.

O que di­fe­ren­cia a Cierzo é o fac­to de os mo­de­los se­rem in­tem­po­rais e se­rem de­se­nha­dos a pen­sar em to­dos os gos­tos e es­ti­los, com len­tes em tons mais es­cu­ros ou mais cla­ros. Há uma for­te apos­ta em mo­de­los mi­ni­ma­lis­tas que se in­te­gram de for­ma fe­liz em lo­oks ca­su­ais e so­fis­ti­ca­dos. Já as for­mas ar­re­don­da­das, tam­bém pre­sen­tes, re­me­tem-nos pa­ra dé­ca­das an­te­ri­o­res. Os ma­te­ri­ais vi­vem da so­ma de me­tais co­lo­ri­dos e mo­ti­vos tar­ta­ru­ga em vá­ri­os tons, uma das as­si­na­tu­ras de ori­gi­na­li­da­de de mar­ca. A co­lec­ção da Cierzo pri­vi­le­gi­ou, as­sim, al­gu­mas das mais bo­ni­tas e mar­can­tes prai­as por­tu­gue­sas co­mo a Praia da Na­za­ré, que dá o no­me a um mo­de­lo de ócu­los re­don­dos com du­pla pon­te em pre­to ba­ço, com op­ção de len­tes es­pe­lha­das (num es­ti­lo mais sur­fis­ta) ou len­tes es­ver­de­a­das (que re­me­tem pa­ra os anos 70). Ou­tro dos mo­de­los em des­ta­que é o Praia de San­ta Cruz (uma das prai­as mais lim­pas do país), que sur­ge em dois mo­de­los tar­ta­ru­ga, cas­ta­nho e azul. Por úl­ti­mo, bri­lha o mo­de­lo Praia de Mi­ra, em for­ma­to re­don­do com du­pla pon­te e aro me­tá­li­co jun­to à len­te, e dis­po­ní­vel em três va­ri­a­ções – em pre­to, em cin­za-ba­ço e ver­de-tar­ta­ru­ga – que con­ju­gam com len­tes dé­gra­dé em pre­to, azul e ver­de, res­pec­ti­va­men­te. Es­ta no­va co­lec­ção da Cierzo já es­tá dis­po­ní­vel no Ins­ti­tu­top­ti­co.

A no­va co­lec­ção de ócu­los da Cierzo pres­ta ho­me­na­gem a vá­ri­as prai­as por­tu­gue­sas: Praia da Na­za­ré (em ci­ma), Praia de San­ta Cruz (em se­gun­do e em bai­xo) e Praia de Mi­ra (ao cen­tro).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.