A NOS­SA NUTRICIONISTA

Men's Health (Portugal) - - Troca Por Troca - Pa­trí­cia Se­ga­dães, Clí­ni­ca de Im­plan­to­lo­gia Avan­ça­da, em Lis­boa

Qu­an­to me­nos gor­du­ra, mais à vis­ta fi­cam os ab­do­mi­nais. O que te­nho de fa­zer?

Hél­der Gar­cia, Mi­ran­de­la

A pri­mei­ra coi­sa a fa­zer é re­ver os seus há­bi­tos ali­men­ta­res. Pro­cu­re ter uma con­du­ta que o aju­de a dar um pas­so em fren­te. Por exem­plo, pen­se qual é o seu há­bi­to mais pre­ju­di­ci­al. É pe­tis­car en­tre as re­fei­ções? Co­mer mui­to pão? Acom­pa­nhar os pe­tis­cos com uma cerveja?. De­pois, es­for­ce-se du­ran­te uma se­ma­na pa­ra eli­mi­nar es­se há­bi­to. Na se­ma­na se­guin­te, pas­se ao ou­tro pon­to dé­bil da sua lis­ta. Tal co­mo foi de­mons­tra­do, na ho­ra de per­der uns qui­los há sem­pre uma com­po­nen­te emo­ci­o­nal. Sa­be-se tam­bém que qu­an­do al­guém ten­ta mu­dar mui­ta coi­sa de uma só vez e não o con­se­gue, aca­ba por se ir abai­xo.

Sal­tar re­fei­ções é as­sim tão er­ra­do co­mo ou­ço di­zer?

Mi­guel Ma­ria, Al­mei­rim

Não co­mer po­de al­te­rar a ca­pa­ci­da­de do or­ga­nis­mo pa­ra con­tro­lar o ape­ti­te. Qua­se 5.000 es­tu­dos epi­de­mi­o­ló­gi­cos de­mons­tram que não co­mer de ma­nhã en­gor­da. Da mes­ma for­ma que um me­di­ca­men­to atua com mai­or efi­cá­cia a uma de­ter­mi­na­da ho­ra do dia, as ca­lo­ri­as in­ge­ri­das pe­la ma­nhã tam­bém quei­mam me­lhor e ar­ma­ze­nam-se me­nos sob a for­ma de gor­du­ra. Aliás, o cé­re­bro fun­ci­o­na qu­an­do es­tá bem ali­men­ta­do. Se não to­mar o pe­que­no-al­mo­ço, a sua ma­té­ria cin­zen­ta não tem ener­gia pa­ra di­zer “não” ao as­sal­to às bo­la­chas ao meio-dia. A re­gra a re­ter é fá­cil: se sal­tar uma re­fei­ção, em­pan­tur­rar-se-á na se­guin­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.