A MU­DAN­ÇA DE EM­PRE­GO É PO­SI­TI­VA

TEM­PO POU­PA­DO 40 ho­ras por se­ma­na

Men's Health (Portugal) - - Women’s Health -

Aqui­lo a que vo­cê pre­ci­sa de pres­tar aten­ção não é a po­si­ção sem fu­tu­ro, mas a uma car­rei­ra sem fu­tu­ro, ame­a­ça­da pe­la au­to­ma­ti­za­ção e pe­la in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al. “Eu não di­ria ao meu filho pa­ra ser ra­di­o­lo­gis­ta,” diz o in­ves­ti­dor Josh Ko­pel­man. “A IA é me­lhor a ana­li­sar um raio x mús­cu­lo-es­que­lé­ti­co do que os hu­ma­nos”.

PLA­NO ANTIDESPERDÍCIOS

Com­ple­te es­ta lis­ta que se se­gue pa­ra ava­li­ar se de­ve mu­dar de em­pre­go. Se res­pon­der afir­ma­ti­va­men­te a três ou mais, es­tá na ho­ra de par­tir pa­ra ou­tra. Ou por­que es­tag­nou ou por­que há, efe­ti­va­men­te, pes­so­as me­lho­res que vo­cê:

Não foi pro­mo­vi­do/no­vas res­pon­sa­bi­li­da­des nos úl­ti­mos três anos.

O che­fe ig­no­ra as su­as idei­as. Há co­le­gas com pro­gres­são mais rá­pi­da que a sua e com me­nos tem­po de em­pre­sa.

Faz o mes­mo tra­ba­lho todos os me­ses.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.