O Jogo

“É preciso um ou outro ajuste”

Conceição admite que não há “arcaboiço” para contratar grandes estrelas, mas espera por reforços

-

Crítico da duração do mercado de inverno, Sérgio Conceição sustenta que as contrataçõ­es devem ser cirúrgicas e de inegável qualidade. Lesões constantes e alguma falta de cuidado fora do Olival contribuír­am para a passagem efémera de Veron pelo Dragão, justificou.

Existem vários rumores de possíveis entradas e saídas. O que pode dizer?

—Vamos entrar num período que está aberto por demasiado tempo. Os ajustes ou desajustes que poderão haver são uma conversa que terei com o presidente para definirmos o que é melhor para o FC Porto.

Qual é a posição do clube perante este mercado?

—O meu sentimento é de que, quando se mexe, é pior. O mercado de janeiro devia servir para as equipas realizarem reajustes, porque podem acontecer lesões do género da do Marcano. Agora, entrarem e saírem três ou quatro jogadores não me parece que seja o melhor. Ou são jogadores de qualidade inequívoca, ou seja, que não existam dúvidas sobre o potencial para entrarem de caras, ou o tempo de adaptação vai coincidir com as férias. Há uns que a conseguem de forma mais rápida e percebem que estão numa realidade diferente no FC Porto. Não tendo arcaboiço para ir buscar as grandes estrelas, muitas vezes mais vale confiar no grupo que tenho à disposição. Depois poderá haver um ou outro ajuste, porque é necessário.

O que correu menos bem na experiênci­a de Gabriel Veron no FC Porto?

—É um jogador de qualidade, por isso é que o FC Porto o contratou. Agora, em 26 jogos, não fez um completo, porque esteve sistematic­amente lesionado. Temos um departamen­to médico que trabalha muito bem a recuperaçã­o dos jogadores, mas depois cabe-lhes... Controlamo­s os jogadores durante três horas, mas depois há todo o treino invisível do jogador. Há um ou outro jogador com propensão para lesões que tem de se tratar mais, ser ainda mais profission­al... Imagine: a nossa concentraç­ão é às 9h15 e às 7h50 tenho jogadores a chegar aqui. O treino começa às 10h30. Isto é muito importante, porque o futebol está mais rápido, mais intenso, há mais jogos por época e o jogador tem de perceber que depende do seu corpo. Por uma razão ou outra, o Veron teve a infelicida­de de se magoar muitas vezes. Quando recuperava, no primeiro treino com alguma intensidad­e, magoava-se outra vez. Num jogo em que entrasse cinco ou dez minutos, magoava-se... Tudo o que podíamos fazer para ajudar o Veron a ter sucesso, fizemos. Agora, cabe-lhe, neste novo passo na carreira, preparar-se bem e justificar a qualidade que levou o FC Porto a fazer o investimen­to que fez nele.

“Entrarem e saírem três ou quatro não me parece que seja o melhor. Ou são jogadores de qualidade inequívoca...”

 ?? ?? Carmo foi relegado aos bês e Sérgio quer outro central
Carmo foi relegado aos bês e Sérgio quer outro central

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal