O Jogo

Novo capítulo deu outra vida

Formada no Benfica, Leonor Seiça, médio de 19 anos, mostra talento e promete dar que falar esta temporada

-

Porto é uma cidade lindíssima, com muitas opções de lazer, as praias são deslumbran­tes na primavera e no verão. A única desvantage­m é a distância a que estou da minha família, fora isso tenho desfrutado bastante da minha estadia em Portugal.

Por último, onde pretende chegar no futebol?

—Vejo o futuro da minha carreira da mesma forma que via quando era mais jovem. Quero atingir o mais alto nível no mundo do futebol, competir com as melhores jogadoras e jogar por um clube de topo num país europeu. Estou dedicada a trabalhar muito.

Apesar de ter sofrido uma lesão que a deixou afastada dos relvados por mês e meio, a camisola 10, que chegou esta época a Ourém, atuou em dez jogos e está determinad­a em mostrar todo o valor.

JOÃO FERNANDO VIEIRA

No coração de Ourém desponta Leonor Seiça, médio de 19 anos que está a conquistar todos os olhares no primeiro ano com a camisola do Ouriense. O percurso no futebol começou de forma tão natural como a paixão que nutre pelo desporto. “Sempre adorei jogar futebol”, conta, recordando a escolha difícil entre futebol, escuteiros e natação que teve de fazer na infância. “Inicialmen­te, optei pela natação. Contudo, o futebol chamou por mim e lá fui para o Torreense. A minha mãe ainda sugeriu experiment­ar voleibol ou outros desportos, mas o meu coração estava realmente na bola de futebol.”

A mudança para o Benfica, onde esteve durante quatro anos, marcou um ponto de viragem crucial na carreira como futebolist­a. “Antes, apenas jogava futebol. Quando fui para o Benfica compreendi verdadeira­mente o jogo, moldando-me por completo. A formação no Seixal não só refinou as minhas habilidade­s técnicas como aprofundou a minha compreensã­o do jogo”, partilha Leonor com O JOGO.

No início desta época, com a orientação do gestor de carreira, Leonor enfrentou o repto de deixar a zona de conforto e abraçar o estimulant­e projeto do Ouriense. “Cheguei a um ponto em que senti que estava estagnada no Benfica, na equipa B, e percebi que era altura de procurar novos horizontes. Decidi abraçar novos desafios. Surgiu a oportunida­de de jogar no Ouriense e posso dizer que foi uma escolha acertada”, afirma Leonor, que já conta com dez jogos nesta temporada pelo emblema de Ourém. “Considero-me uma jogadora inteligent­e e acho que tenho mantido a regularida­de.

“Quero atingir o mais alto nível no mundo do futebol, competir com as melhores jogadoras”

“Todas partilhamo­s o objetivo comum de vencer, e a química dentro da equipa tem sido um fator chave para o nosso sucesso”

“O treino mental tornou-se um aspeto crucial para o desenvolvi­mento da minha carreira como guarda-redes”

Sofri uma lesão que me afastou por um mês e meio, perdendo alguns jogos, mas estou

empenhada em mostrar a todos quem sou e o que posso fazer”.

 ?? ?? Leonor sentia-se “estagnada” no Benfica e procurou novos desafios
Leonor sentia-se “estagnada” no Benfica e procurou novos desafios

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal