O Jogo

Dupla argentina em análise

Otamendi e Di María jogaram na madrugada de quarta-feira em Los Angeles. Podem descansar, mas o técnico realça que os jogadores “estão prontos” apesar do desgaste

-

Schmidt destaca a experiênci­a de ambos em casos como este e defende que as ameaças a Fideo “mostram como está louco o mundo”. Bah encontra-se recuperado e vai a jogo na receção aos flavienses.

Sujeitos a desgaste, quer pelos minutos somados quer pelas longas viagens devido aos jogos da Argentina nos Estados Unidos da América, Otamendi (127’) e Di María (172’) só ontem treinaram com o grupo, após o embate com a Costa Rica na madrugada de quarta-feira em Los Angeles, e “podem descansar” ante o Chaves, segundo admite Roger Schmidt. Porém, o técnico, frisando que tem de ponderar o caso, questiona por outro lado “se é bom para eles descansare­m”. “Os jogadores gostam de jogar de forma consistent­e e terem ritmo. Às vezes precisam de descanso, como fiz algumas vezes com Ángel [Di María] quando tivemos muitos jogos de seguida e grandes jogos pela frente. Por vezes, penso que é aconselháv­el deixá-los de fora”, declara o técnico, realçando que Otamendi e Di María “são jogadores chave” para o Benfica e “têm estado num nível de topo toda a época”.

“Tenho sempre de tomar a melhor decisão para nós e para os jogadores. Mostraram nos últimos 15 anos que podem jogar a este nível, e que também são capazes de voltarem da seleção e jogarem de novo. Não tenho dúvida que estão prontos para jogarem amanhã [hoje]”, afirma o técnico.

Schmidt comentou ainda as ameaças a Di María e à família, consideran­do que esta situação “mostra como está louco o mundo”. “É um desastre e uma catástrofe que algo assim possa acontecer. Isso pode afetar um jogador e um ser humano, receber mensagens destas. Tentamos apoiá-lo tão bem quanto podemos. É profission­al e experiente o suficiente para lidar com este tipo de situação”, defende Schmidt, reconhecen­do, ainda assim, que “é difícil e pouco habitual ter situações destas”. “É o pior que pode acontecer. Falámos disso. Ele tenta ter uma vida normal, mas claro que lhe passam coisas pela cabeça.”

Bah “está bom” mas alvo de cuidados

Ao contrário da dupla argentina, Bah foi dispensado da seleção, neste caso da Dinamarca, devido a questões físicas. Schmidt garante que o lateral “está bom”, ainda que reconheça que existe “um problema de gestão de sobrecarga”. “Agora queremos ter cuidado para o problema não voltar. De momento está bem, foi bom para ele não jogar na seleção nacional. Voltou aos treinos, tentamos sempre dar descanso no momento certo, mas está pronto para amanhã [hoje]”, ressalvou, sendo que é expectável que o camisola 6 seja titular ante o Chaves.

ROGER SCHMIDT

“Podem descansar, a questão é se é bom para eles descansare­m”

“São jogadores chave e têm estado num nível de topo toda a época”

 ?? ?? Di María marcou de livre à Costa Rica pela seleção
Di María marcou de livre à Costa Rica pela seleção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal